No topo do mundo: já no Acampamento Base do Everest, brasileiro Rodrigo Raineri deve iniciar subida para aclimatação na quinta-feira - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Alpinista que quer se tornar a primeira pessoa a fazer vôo solo em parapente do cume à base da montanha

No topo do mundo: já no Acampamento Base do Everest, brasileiro Rodrigo Raineri deve iniciar subida para aclimatação na quinta-feira

No 17º dia da expedição que o levará ao topo do Everest, de onde pretende decolar de parapente no mês de maio e se tornar a primeira pessoa a executar um vôo solo do cume à base da montanha mais alta do mundo, o brasileiro Rodrigo Raineri já está no Acampamento Base e deve iniciar hoje a subida para aclimatação e montagem do acampamento de apoio da expedição. Para que isso ocorra, porém, o alpinista deverá receber hoje as bênçãos da deusa Chomolungma.

Fonte: 360 graus

No 18º dia da expedição que o levará ao topo do Everest, de onde pretende decolar de parapente no mês de maio e se tornar a primeira pessoa a executar um vôo solo do cume à base da montanha mais alta do mundo, o brasileiro Rodrigo Raineri já está no Acampamento Base e deve iniciar hoje a subida para aclimatação e montagem do acampamento de apoio da expedição. Para que isso ocorra, porém, o alpinista deverá receber hoje as bênçãos da deusa Chomolungma.

Seguindo a tradição dos Sherpas, ele participa hoje da cerimônia Puja, na qual a “Deusa-Mãe da Terra” recebe as homenagens dos montanhistas e recebem as graças da entidade para subir o Everest, considerado solo sagrado.   “A cerimônia é uma tradição para que a deusa permita que os alpinistas atinjam seus objetivos e voltem com vida”, explica Raineri, que, por já ter chegado ao topo outras duas vezes (de um total de quatro escaladas), já está acostumado e respeita a cerimônia.

Vale lembrar que o povo Sherpa pertence a uma etnia do Nepal, da qual fazem parte cerca de 155 mil pessoas  naquele país, a maioria budistas. Experts em montanhismo, os Sherpas atuam constantemente como guias especialistas no Himalaia, em especial no Everest e, por causa de sua sabedoria, a palavra “sherpa” acabou se tornando sinônimo de “guru” em diversos lugares.

O alpinista Rodrigo Raineri – que tem postado comentários sobre o projeto Everest 2013 em sua fanpage no Facebook (www.facebook.com/alpinistarodrigoraineri ) -  concluiu o curso de piloto de parapente em 2006 e fez seu primeiro voo solo em 2007, um ano antes de atingir o cume do Everest pela primeira vez (se chegar ao ponto mais alto neste ano, ele será o primeiro brasileiro a chegar três vezes ao cume). Durante este mês, Raineri estará fazendo aclimatação e montagem de acampamentos de apoio. Depois disso, será iniciada a investida final ao cume (a 8848 metros de altura), com duração aproximada de 15 dias. A decolagem está prevista para os primeiros dias de maio e o vôo deve durar cerca de 30 minutos.

 

60 anos da conquista do cume do Everest

29 de maio de 1953 foi o dia em que, pela primeira vez, uma expedição conseguiu alcançar o cume do Everest. A primeira ascensão ao topo foi feita por uma expedição anglo-neozelandesa e Edmund Hillary e Tenzing Norgay foram os primeiros a atingir o pico da montanha e retornar com vida.

Projeto Everest 2013 – A Decolagem mais Alta do Mundo tem o patrocínio da Mitsubishi, Croqui, Snake, Porto dos Colchões, Tivva, Sol Paragliders e Grade6 e apoio da Companhia Athletica, Spa Lapinha, Kailash e F7 Assessoria Esportiva.

 

 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade