Rodrigo Raineri enfrenta -23°C durante aclimatação no Everest - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Frio intenso

Rodrigo Raineri enfrenta -23°C durante aclimatação no Everest

O escalador Rodrigo Raineri acaba de terminar seu segundo ciclo de aclimatação, etapa na qual está acostumando o corpo a baixas temperaturas e falta de oxigênio. Ele voltou ao acampamento base (5.350 metros) da montanha na última segunda-feira (6), após enfrentar temperaturas de até -23°C.

Fonte: Webventure

 

O escalador Rodrigo Raineri acaba de terminar seu segundo ciclo de aclimatação, etapa na qual está acostumando o corpo a baixas temperaturas e falta de oxigênio. Ele voltou ao acampamento base (5.350 metros) da montanha na última segunda-feira (6), após enfrentar temperaturas de até -23°C.
 
Na última sexta-feira (3), Raineri subiu diretamente até o acampamento 2, a 6.400 metros de altitude, onde passou duas noites. Depois seguiu em direção ao acampamento 3, a 7.100 metros de altitude.
 
Durante o pernoite no acampamento 2, ele enfrentou temperaturas de -17°C dentro da barraca, o que significa um clima ainda mais severo do lado de fora. “Quando o sol se põe esfria rapidamente e para aquecermos durante o jantar, por exemplo, temos que colocar a roupa que iremos utilizar durante o ataque ao cume, com várias camadas e por cima um macacão de pluma de ganso”, contou Raineri em sua página de uma rede social.
 
“Ainda assim, o ar que inspiramos é frio e seco, então gastamos muita energia para nos mantermos quentes e vivos”, acrescentou o montanhista. Nesta quarta (8), Raineri desce até a vila de Periche, a 4.200 metros, depois vai para Pangboche (4.000 metros). Ele irá recuperar a saúde e reunir forças para o ataque ao cume do Everest, onde irá tentar fazer o primeiro salto solo de parapente da história.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade