Executivo abandona rotina em São Paulo e viaja para o Alaska (vídeo) - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Into The Wild tupiniquim

Executivo abandona rotina em São Paulo e viaja para o Alaska (vídeo)

O executivo Maurício Cervenka tem 29 anos e trabalhava em uma empresa multinacional na cidade de São Paulo. No início deste ano, ele resolveu abandonar a rotina diária e embarcou para o Alaska sem data para retornar ao Brasil.

Fonte: Webventure

 

O executivo Maurício Cervenka tem 29 anos e trabalhava em uma empresa multinacional na cidade de São Paulo. No início deste ano, ele resolveu abandonar a rotina diária e embarcou para o Alaska sem data para retornar ao Brasil. Inicialmente, após o planejamento da viagem, o jovem percorreria 80 dias pelas geladas rotas da região.
 
A expedição, que lembra o roteiro do filme Na Natureza Selvagem, na qual um jovem deixa tudo para trás e parte, coincidentemente, também para o Alaska, foi retratada passo a passo pelo próprio Maurício, e também pelos personagens que encontrou na sua jornada.
 
Porém, a viagem não foi tão simples assim. Em entrevista exclusiva ao Webventure, o aventureiro contou que preparou colegas de trabalho e família antes de partir para expedição. Além disso, fez um curso que o ensinou algumas técnicas básicas sobre sobrevivência.
 
“Fiquei um mês acampando em meio à "natureza selvagem" em um dos lugares que me despertava grande interesse, o Alaska, e após este período iniciei minha expedição solo pela região, utilizando os conhecimentos adquiridos naquele primeiro mês para sobreviver em um ambiente tão hostil, único e maravilhoso”, contou.
 
Segundo Cervenka, a maior dificuldade enfrentada foi lidar com a solidão e com eventuais perigos naturais como fome, frio e também ursos que encontrou no estado americano. “Ficar só durante meses, mesmo conhecendo outras pessoas pelo caminho é uma dificuldade que muitas vezes não imaginamos e que se torna, sem sombra de dúvidas, um dos grandes desafios de uma viagem com esta”.
 
“Na questão do perigo, durante uma tarde enquanto remava na lagoa glaciar (formações de gelo gigantescas) com mais de 40 metros de altura, ouvia estrondos pavorosos que mais pareciam bombas caindo do céu. Na verdade eram blocos de gelo que despencavam e geravam ondas pequenas. Isso poderia virar facilmente meu pequeno caiaque me jogar na água praticamente congelada”, lembrou o aventureiro. Como resultado dessa expedição, Cervenka está reunindo todo o material que gravou nesses 80 dias em um documentário incrível. Confira o teaser!
 
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade