Aniversário negro no Everest - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
60 anos da conquista, e comemoração com mortes

Aniversário negro no Everest

A temporada ainda não acabou e as mortes chegam a cota de oito. O país que mais sofreu perdas foi o Nepal, com a morte de quatro Sherpas, os trabalhadores tradicionais que carregam equipamento, fixam cordas, e guiam na montanha.

Fonte: Redação

Até agora, a lista das vidas perdidas este ano no Everest:
 
21 de maio - Mohammed Hossain de Bangladesh
21 de maio - Seo Sung-Ho da Coréia do Sul
17 de maio - Namgyal Sherpa do Nepal
15 de maio - Alexey Bolotov da Russia
07 de maio - Lobsang Sherpa do Nepal
05 de maio - Sergey Ponomarev da Russia
05 de maio - Darita Sherpa do Nepal
07 de abril - Mingma Sherpa do Nepal
 
Depois do Nepal, o país que mais chora pelas suas perdas é a Rússia, que deixou na montanha dois nomes de peso no montanhismo do Himalaia, Alexey Bolotov que morreu por sofrer uma queda fatal tentando uma rota na cascata de gelo, e o Sergey Ponomarev, que perdeu a vida por sofrer um ataque cardíaco.
 
Este não foi o único ataque cardíaco da temporada, o DaRita Sherpa também perdeu a vida pelo mesmo motivo.
 
Mohamed Houssain do Bangladesh e Seo Sung-Ho da Coréia do Sul tiveram suas mortes como causa indeterminada, já que não se sabe exatamente o que aconteceu e a suspeita é de quedas, ambos na descida do cume da montanha.
 
Que esta lista fique por aí...
 
Altamontanha.com
 
 
 
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade