PETAR: Justiça garante a reabertura das cavernas - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Ato simbólico reabriu as cavernas

PETAR: Justiça garante a reabertura das cavernas

A caverna do Diabo e dez cavernas do PETAR abriram no último sábado (21). Elas estavam fechadas desde fevereiro deste ano por determinação do Ibama.

Fonte: G1

Fechadas desde fevereiro deste ano, a caverna do Diabo e dez cavernas do Parque Estadual Intervales, em Ribeirão Grande, a 236 km de São Paulo, foram reabertas à visitação pública no sábado (21). As cavernas haviam sido fechadas por determinação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

A volta do turismo às cavernas administradas pela Fundação Florestal (FF), órgão vinculado à Secretaria Estadual do Meio Ambiente, foi possível graças a um acordo judicial assinado, entre outros, pela FF, pelo Ibama e pelo governo do estado. O documento, que prevê a realização do plano de manejo das cavernas em dois anos, foi homologado na sexta-feira (20) por uma juíza da 4ª Vara Federal de Santos.

As dez cavernas do Parque Intervales são: Fendão, Mãozinha, Minotauro, Jane Mansfield, Santa, Colorida, Fogo, Meninos, Detrás e Tatu. Assim como as do Parque Estadual Caverna do Diabo (uma das unidades do Mosaico Jacupiranga), as dez cavernas estavam fechadas desde fevereiro.

Em abril, as cavernas do Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira (Petar) foram liberadas. De acordo com a Secretaria estadual do Meio Ambiente, o fechamento dos locais causou prejuízos à economia das cidades de Iporanga (a 203 km de SP) e Eldorado (a 285 km da capital), que têm no turismo espeológico uma das principais fontes de renda.

Leia mais:
Ibama interdita turismo em cavernas de São Paulo

Fechamento do PETAR: Conquista ou Derrota?

Alagamento: seria a melhor forma de preservação?

Fonte: G1

Publicidade:


Publicidade

Publicidade