Everest tem sua primeira vítima na temporada - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Cobertura do Everest

Everest tem sua primeira vítima na temporada

Minga Tenzing faleceu por edema pulmonar. Outro Sherpa foi ferido ao cair em uma greta e teve que ser evacuado em helicóptero.

Fonte: Desnível e Rodrigo Granzotto Peron

A Temporada no Everest está em marcha. Como em cada ano, a primeira tarefa alpinística na face Sul da montanha, pelo lado nepalês, é levar a cabo a tarefa de fixação da rota normal pela perigosa cascata de gelo do Khumbu, em meio a um labirinto de gretas e seraks instáveis que vira e volta vitima algum alpinista.

Esta tarefa é desempenhada por um grupo de talentosos Sherpas, auto intitulados de “doutores da cascata de gelo”, que cobram das expedições comerciais pelo serviço. No ano passado, foi realizando este trabalho que famoso Ang Nima Sherpa, então com 59 anos, faleceu. De acordo com o Himalayan Databe, dos 77 Sherpas falecidos no Everest na história, 53 perderam suas vidas ali.

E foi exatamente na Cascata de gelo, precisamente caindo em uma greta, que um Sherpa que não teve o nome revelado quebrou sua perna. Ele foi evacuado da cascata de gelo através de um perigoso resgate e foi levado para Katmandu, onde se recupera.

Na mesma noite do ocorrido, o Sherpa Mingma Tenzing, que trabalhava para a agência canadense “Peak Freak”, começou a reclamar de dores, mas não foi evacuado devido ao horário. Mingma desenvolveu edema pulmonar severo. Ele foi levado em helicóptero pela manhã, mas não resistiu e faleceu.

O governo do Nepal confirmou a presença de 24 expedições este ano. Como informado por Rodrigo Granzotto Perón em seu trabalho de registrar as ascensões brasileiras no Himalaia, neste ano teremos a presença de 6 brasileiros: Rosier Alexandre, Fátima Williamson, Roman Romancini, Carlos Santalena, Cid Ferrari e André Freitas.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade