Mineradora começa a abrir cratera na base da Pedra da Mina na Mantiqueira - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Desprotegido

Mineradora começa a abrir cratera na base da Pedra da Mina na Mantiqueira

A Pedra da Mina é a montanha mais alta do Estado de São Paulo, com 2798 metros de altitude.

Fonte: Redação

Mesmo sendo a montanha mais alta de São Paulo e a quarta mais alta do Brasil, ser também o mais atraente ponto de destino de uma das travessias de montanha mais famosas e bonitas do Brasil, a da Serra Fina, nada disso impede que uma ferida comece a se formar no meio da mata atlântica da Serra da Mantiqueira num os cenários de montanha mais belos do país.
 
Trata-se da existência de mineradoras, que estão operando há pouco tempo na região e que está a todo vapor, produzindo um grande buraco na base da montanha. De acordo com o ambientalista Tiaraju Fialho, são explorações de Sienito para vidro, pela empresa francesa Saint Gobain e extração de bauxita pela mineradora Rio do Braço. 
 
Sem proteção
 
Mesmo sendo uma das principais regiões montanhosas do Brasil, e um dos poucos remanescentes de mata atlântica entre São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, e local de nascente de diversos rios, num local onde falta água, ainda assim a Mantiqueira não é protegida.
 
Um projeto de 2010 tentou criar o Parque Nacional do Alto da Mantiqueira, protegendo locais já consagrados pela prática de montanhismo, como o Pico dos Marins, Itaguaré e toda a extensão da Serra Fina. No entanto a proposta falhou já na consulta pública, pois a população temeu que suas atividades econômicas fossem sofrer com restrições ambientais e que a economia dos municípios envolvidos pudessem sofrer com as restrições ambientais.
 
Condephaat
 
Sem a aprovação do Parque Nacional, intelectuais e ambientalistas tentam transformar a Serra da Mantiqueira num patrimônio natural. A proposta tramita no Condephaat(Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico)
 
Para fazer pressão e garantir a proteção da Serra, corre na internet um abaixo assinado para que o governador de São Paulo aprove este tombamento.
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade