Rafael Wojcik inaugura coluna no AltAMontanha - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Novidade

Rafael Wojcik inaugura coluna no AltAMontanha

Rafael é um dos mais experientes escaladores do Brasil e se dedica também à prática de voo livre em montanha, numa modalidade ainda pouco frequentada no país, o chamado paramontanhismo (parapente + montanhismo).

Fonte: Redação

Rafael Wojcik tem 33 anos e há mais de 18 se dedica ao montanhismo e escalada, inclusive tirando seu sustento indiretamente da montanha. Desde garoto Rafael trabalha em lojas de equipamentos de montanha. Foi gerente de uma tradicional loja de produtos para montanhismo e trabalhou com em uma das mais antigas empresas de importação de equipamentos do Brasil, além de também fazer trabalhos de montagem de paredes de escalada, ministrar cursos de escalada e auto resgate, realizar demonstrações de equipamentos para operações táticas e de resgate em corporações de Polícia e Bombeiros.

Além de escalar e subir montanha há bastante tempo, Rafael é piloto de parapente. Ele começou na modalidade motivado a decolar do cume das montanhas que escalava, contribuindo com o desenvolvimento de uma modalidade que no Brasil se chama de paramontanhismo (Parapente + montanhismo).

De acordo com ele, a sensação de poder escalar e voltar à base voando é indescritível. Ele já realizou diversos voos deste tipo, inclusive sobrevoando o Pico Paraná. Rafael diz que no Brasil o paramontanhismo não é tão praticado, pois as pessoas do voo não tem muito contato com o montanhismo, mas sua intensão é divulgar mais a modalidade.

Rafael tem muita experiência na escalada. Talvez muita gente não o conheça, mas já escalou vias dele, pois ele esteve presente na conquista de diversos setores que antigamente ninguém dava importância, como foi o que aconteceu com o setor 1 de São Luiz do Purunã, no arenito do Paraná. Na década de 1990, poucos acreditavam que sera possível escalar em arenito, até que ele e Mario Arnaud começaram a abrir vias e popularizar o setor que hoje é um dos mais frequentados no Estado.

Rafael viveu muito tempo em São Paulo, na região de Bragança Paulista e no Rio de Janeiro também. Por isso ele já abriu vias em locais como Morro da Babilônia, Bauzinho, Maria Antônia, Pedralva, Salinas e muitos e muitos locais do Sudeste além de ter aberto a maior via do nordeste do Brasil em Quixadá - CE. Ele esteve presente, inclusive, na abertura da primeira via de escalada com mais de 1000 metros de altura no Brasil, a Maria Nebulosa na Pedra da Maria Comprida em Petrópolis em 2002.

Acompanhe a coluna de Rafael aqui no AltaMontanha a começar por sua primeira, sobre o Voo Bivaque.

Publicidade