Bombeiro relata como aconteceu incidente que resultou em morte na Serra do Mar paranaense - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Incidente com morte

Bombeiro relata como aconteceu incidente que resultou em morte na Serra do Mar paranaense

Na semana passada um grupo de 4 pessoas se perdeu por 3 dias na Serra do Mar e um dos integrantes, uma criança de 14 anos faleceu de hipotermia. Tal notícia foi veiculada na mídia não especializada com muitas informações desencontradas, o que gerou muita confusão e dúvidas sobre o ocorrido. Para aclarar os fatos, o 1º Ten. Murillo Rotondo, do Grupo de Socorro Tático do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado do Paraná (GOST), descreve como foi o resgate o que o houve com as vítimas. De acordo com ele, as vítimas ao invés de subirem o Camapuan, no norte, continuaram em direção ao Ciririca e desceram um rio que vai direção sul, no meio da mata fechada.

Fonte: GOST

 
por Murillo Rotondo
 
Em data de 19 de Junho de 2014 o Grupo de Operações de Socorro Tático do Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado do Paraná ( GOST) foi acionado pelo COBOM de Curitiba para resgatar um montanhista que pretendia acessar o Pico do Paraná pela trilha Camapuã/Tucum, a vítima saiu de sua residência no dia 17 de Junho, não avisando ninguém de seu rumo concreto, no dia 18 de Junho entrou em contato com um de seus familiares dizendo que estava perdido juntamente com uma família, na qual haviam 3 crianças, sendo 2 delas com problemas mentais, o pai da família juntamente com todos os membros da mesma, morador da região acabou encontrando a vítima e guiando a mesma, porém todos se perderam, nenhum deles portava lanterna nem tampouco alimentação extra. 
 
O GOST iniciou as buscas pelas trilhas e adjacências dos morros Camapuã e Ciririca, com duas equipes de resgate. No dia 20 de Junho aproximadamente às 18 horas, a solicitante entrou em contato com a equipe dizendo que o montanhista tinha ligado para um parente próximo relatando que estava próximo à Rodovia BR 116, a guarnição então deslocou para o local, localizando o montanhista próximo ao Posto da Policia Rodoviária Federal, a vítima relatou que havia deixado a família em um local seguro e continuado sozinho, pois eles apresentavam nível de cansaço extremo, acabou encontrando aquele caminho, pois seguiu o rio Taquari que deságua na represa do rio Capivari.
 
As equipes do GOST deslocaram até o local seguindo o rio, após 5 horas de caminhada as equipes encontraram a família, foram levadas alimentação e roupas sobressalentes pela guarnição porém devido a complicações de saúde preexistentes bem como as condições em que se encontrava, uma criança de 14 anos com problemas mentais acabou falecendo no local, devido as condições adversas e a grande profundidade do rio em alguns pontos a família foi socorrida por intermédio de uma embarcação, os outros membros da família foram encaminhados para o hospital, todos com quadro de hipotermia.
 
O Corpo de Bombeiros alerta que é necessário tomar algumas medidas preventivas de segurança antes de realizar este tipo de modalidade. A escolha de equipamentos adequados, como calçados, vestimentas, mochilas, barracas, sacos de dormir, lanternas, proteção solar e ótica são fundamentais para o bem estar durante a atividade. Recomenda-se também o conhecimento prévio das características do local, como tempo de subida e descida, locais adequados para camping, nível de dificuldade do terreno, a existência ou não de água potável no percurso, sinalização adequada das trilhas, distância total do trecho, etc. É fundamental também avisar pelo menos três pessoas do destino que irá seguir, para que assim, em caso de emergência as equipes de buscas realizem um trabalho mais preciso, rápido e seguro.
 
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade