Deputados argentinos querem rebatizar a Ruta 40 como “Rodovia Néstor Kirchner” - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Política

Deputados argentinos querem rebatizar a Ruta 40 como “Rodovia Néstor Kirchner”

Famosa rodovia argentina que vai da fronteira com Bolívia até a Patagônia pelo meio dos Andes pode ser rebatizada com o nome de ex. presidente. Montanhistas e aventureiros, que frequentam a estrada, são contra.

Fonte: Redação

Um projeto de lei que tramita na câmara dos Deputados em Buenos Aires está causando a revolta na comunidade de aventureiros argentinos. Trata-se de um projeto de mudar o nome da Ruta 40 para “Rodovia Néstor Kirchner”, que foi o último presidente do país, morto em 2010 e ex marido da atual presidente, Cristina Kirchner.

A Ruta 40, tem 5.224 mil quilômetros e é a mais famosa rodovia argentina devido a seu traçado passar por toda extensão dos Andes no país, da fronteira com a Bolívia, ao norte, até o extremo Sul na Patagônia. Ela percorre várias das regiões turísticas e dos atrativos mais importantes do território argentino, começando ao nível do mar, atravessa 20 parques nacionais, 18 importantes rios, conecta 27 passos de montanha na cordilheira e sobe a 4900 metros de altitude na Abra de l Acay em Salta.

Por conta desta característica, é uma estrada mítica e cheia de significados para os aventureiros, principalmente montanhistas, que acessam os principais cumes através desta remota estrada. Estes aventureiros acham que se a estrada fosse rebatizada, não deveria ter o nome de um político, mas sim de um explorador/aventureiro.

O projeto é do deputado Carlos Kunkel e a proposta está sendo abraçada pela “Frente para a Vitória” a qual Kirchner fazia parte. De acordo em estes deputados, rebatizar a Ruta 40 é uma justa homenagem e reconhecimento ao ex. presidente argentino. Desde sua morte, diversas ruas, praças e edifício públicos foram rebatizados com o nome de Néstor Kirchner.
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade