Daniela Teixeira alcança A3 do Gasherbrum II - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Agora, o cume...

Daniela Teixeira alcança A3 do Gasherbrum II

Os alpinistas Daniela Teixeira e o Paulo Roxo, chegaram com sucesso ao acampamento 3 do Gasherbrum II, onde passaram uma noite e já retornaram ao base para descanso. Próxima subida será para tentar o cume.

Fonte:

Daniela Teixeira alcança A3 do Gasherbrum II

A alpinista Daniela Teixeira chegou ao acampamento 3 do Gasherbrum II.

Daniela Teixeira deixou o acampamento 2, onde dividiam o acampamento com um grupo de polacos e os alpinistas Peter Hamor e Piotr Morawski, que pretendem tentar a escalada do GIII e o GII.

O dupla de portugueses acabou se atrasando um pouco para a saída do A2. A idéia era partir as 2 horas da madrugada, porém a saída só ocorreu as 4...

Segundo Daniela, "o problema foi que entornei dentro da tenda uma panela de água quente, quase pronta para fazer chá. Esta ação involuntária resultou da bela combinação entre a falta de espaço na nossa exígua tenda e a sonolência. O resultado foi uma saída mais tardia do que o desejado."

A subida durou 5 horas até o A3, onde enfim armaram a barraca para passar a última noite da fase de aclimatação.

A noite, Paulo teve fortes dores de cabeça, o que fez com que eles optassem por descansar um pouco mais. A saída do A3 em direção ao A1 foi às 7 horas da manhã.

"A descida até ao campo 1 foi rápida. O que tanta horas nos levou a subir, muito poucas nos levou a descer."

Lá eles aproveitaram para almoçar e depois resolveram descer para jantar no acampamento base.

Contudo, a descida não foi tão fácil. Dado o adiantamento das horas, o calor já deixava o gelo fragilizado, e por várias vezes o casal se viu em apuros, com alguns pequenos sustos nas gretas.

Agora a dupla encontra-se num período de descanso no acampamento base, onde começam a traçar os planos para o ataque ao cume.

Segundo a alpinista, "houve uma pequena mudança de planos. A nossa idéia é tentar o "Esporão dos franceses" no Gasherbrum II, uma via elegante e direta ao cume. Porquê? Porque a via parece extremamente interessante, com poucos riscos objetivos (avalanches) e porque nos permite manter o objetivo de tentar escalar um "8000" em estilo alpino (algo que não seria tão puro na via normal do GI, visto que neste momento já se encontram por lá algumas cordas fixas). Ao que sabemos, ninguém mais vai tentar este itinerário no GII."

Ambos estão em bom estado, com bom condicionamento físico e com a motivação em alta. Ao que parece, um período de tempo ruim seguirá até sábado. Assim, a dupla pretende partir para o cume logo no início da próxima janela de tempo bom.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade