Travessia entre oito mil contestada - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Polêmica no Karakouran

Travessia entre oito mil contestada

Piotr Pustelnik, companheiro de Peter Hamor e Piotr Morawski, fez declarações contrárias sobre as realizações de seus parceiros no Karakouran. Ele afirma que Hamor e Morawski desceram ao acampamento base entre os cumes do GI e GII

Fonte: Desnivel

Até hoje somente uma dupla de escaladores conseguiu realizar uma travessia entre dois cumes principais de mais de oito mil metros. Foi nada mais nada menos que Reinhold Messner e Hans Kammerlander, há 24 anos atrás, quando eles foram do cume do Gasherbrum I (GI) para o cume do Gasherbrum II (GII).
Há dois dias, noticias vindas do Karakouran haviam mudado a história, pois o Tcheco Peter Hamor e o polonês Piotr Morawski haviam afirmado que tinham repetido tal façanha, após 11 dias acima da zona da morte.

Hamor e Morawski alcançaram o cume do GI em estilo alpino pela rota espanhola, que se converge na rota americana. Desde o cume, começaram a travessia, descendo pelo colo que une os Gasherbruns. Durante os 11 dias que ele tardaram para alcançar os dois cumes e realizar a suposta travessia, não chegaram à base informações da dupla

Piotr Pustelnik faz parte da equipe de Hamor e Morawski. Ambos planejam juntos realizar grandes projetos no Himalaya. Para ele, Hamor e Morawski desceram ao base para comer e descansar e depois partiram para o cume do GII. Pustelnik ainda não tem detalhes sobre a escalada realizada pela dupla de amigos. Ao que parece, eles ainda não entraram em contato.

"Para mim, o mais impressionante foi a ascensão ao GI, sozinhos na rota e em estilo alpino. Eles são grandes alpinistas e estou seguro de que eles não querem que as pessoas os admirem por aquilo que não fizeram". Declara Piotr Pustelnik.

Fonte: Desnível

Publicidade:


Publicidade

Publicidade