Fernanda Maciel tenta recorde no Aconcágua pela segunda vez - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Velocidade

Fernanda Maciel tenta recorde no Aconcágua pela segunda vez

Radicada na Espanha, a ultramaratonista mineira, 35, voltou à Argentina para tentar bater o recorde de velocidade feminino de ascensão ao Aconcágua (6.960 m). O Aconcágua é a montanha mais alta das Américas, e a mais alta do mundo fora dos Himaláias. Hoje foi o primeiro dia de treinos já dentro do Parque Provincial Aconcagua.

Fonte: Redação e Redbull.com.br

Retomando um projeto que viu sua primeira tentativa há um ano, a ultramaratonista Fernanda Maciel está de volta ao Monte Aconcágua, na Argentina, para tentar quebrar o recorde feminino de velocidade na ascensão da montanha. Na região desde o começo do ano, ela passa atualmente pela fase de aclimatação, e terá uma janela de alguns dias no final do mês para ir atrás de seu objetivo. Em janeiro do ano passado, Fernanda arriscou o projeto mas passou mal quando atingiu 6.500 metros e teve de adiá-lo. Hoje (10/01) estava marcado o primeiro treino dentro do Parque Nacional, onde a atleta deve seguir treinando durante a semana. 

Vice campeã mundial do Ultra Trail World Tour e com diversos títulos individuais em seu currículo, Fernanda quer se tornar a primeira mulher a estabelecer uma marca significante ao chegar ao topo do Aconcágua. “Conquistar o Aconcágua é um sonho meu. Esta é a maior montanha fora dos Himalaias e tem algumas dificuldades extras, pois a pressão atmosférica aqui é maior que no Everest, por exemplo; ventos muito fortes que podem superar 60km/h; as temperaturas no cume ficam em torno de -30°C. Estas são algumas dificuldades que tornam este projeto muito especial para mim”, revela a mineira. Sob a influência do El Niño, o Aconcagua vem recebendo temperaturas especialmente frias no começo de 2016. 

Fernanda não sabe quanto tempo levará para concluir o desafio, mas estima cerca de 12 horas de subida e cinco de descida. O recorde masculino de ascensão pertence ao equatoriano Karl Egloff, que roubou o título do espanhol Kilian Jornet

A trajetória de Fernanda durante esta segunda tentativa pode ser acompanhada através de seu blog, que ela atualiza diretamente do Aconcágua, e através de sua conta no Instagram.  

Publicidade:


Publicidade

Publicidade