Travessia Araçatuba - Monte Crista em apenas 48 horas - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Rapidez é Fundamental

Travessia Araçatuba - Monte Crista em apenas 48 horas

A dupla de montanhistas Elcio Douglas Ferreira e Mikael Arnemann completou os cerca de 70 km da travessia entre os estados do Paraná e Santa Catarina pela primeira vez em apenas dois dias de caminhada.

Fonte:

A jornada teve início por volta das 21 horas do dia 17/07 no início da estrada de acesso ao morro Araçatuba, com 1.660 m de altitude. Após bivacar no cume, seguiram rumo a divisa PR/SC, aonde chegaram no início da noite. Antes, passaram por dois vales onde as plantações de pinus estavam sendo cortadas, formando uma paisagem de devastação.
“Parece até que fomos deixados naquele bosque de pinus à noite e tivemos um pesadelo. Sonhamos que estávamos andando num lugar infernal, horrível, devastado e desolado”, disse Elcio. “Mas felizmente acordamos de manhã e percebemos que tudo não passou de um sonho ruim.”
 ,
No dia seguinte cruzaram o marco da divisa estadual logo no início da manhã. “Enfrentamos alguns problemas entre a Pedra da Divisa e o morro do Quiriri, pois não conhecíamos a região e perdemos tempo precioso desviando de vales até encontrar uma passagem viável para o Quiriri”, relatou Mikael. “E ainda por cima não encontramos água naquele trecho, o que dificultou muito as coisas”.
 ,
A dupla ainda enfrentou um problema de desorientação na parte final da travessia. “Não sabíamos qual das cumeadas seguir rumo ao Monte Crista, que até então não estava visível. Acabamos pegando a errada, e só fomos perceber isso ao avistar a Pedra do Urubu e o próprio Crista do outro lado de um imenso e intransponível vale”, disse Elcio. “Eram 15h já, e tínhamos que correr muito se quiséssemos chegar ao Crista ainda nesse dia, e cumprir a meta de fazer a travessia em 2 dias. Fomos rápidos devido a adrenalina, e por incrível que pareça, às 15:45 já estávamos na Pedra do Urubu”.
 ,
A chegada ao Monte Crista foi por volta das 18:30, aonde não se detiveram por muito tempo. Após uma descida rápida, chegaram ao final da trilha e da travessia exatamente 48 horas depois do início da jornada, enquanto o tempo normal levado para realizá-la é de quatro dias.
 ,
Em breve estará disponível o relato desta travessia no Blog do Mikael Arnemann.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade