IAP apresenta Plano de Manejo do Parque Estadual da Serra da Baitaca - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Anhangava e Itupava

IAP apresenta Plano de Manejo do Parque Estadual da Serra da Baitaca

Parque Estadual Serra da Baitaca é a Unidade de Conservação onde fica o Morro do Anhangava e parte do caminho do Itupava no Paraná.

Fonte: Redação

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) apresenta nessa terça-feira (30), na Câmara Municipal de Quatro Barras, o Plano de Manejo do Parque Estadual Serra da Baitaca, na Região Metropolitana de Curitiba. A Unidade de Conservação foi criada em 2002 e não possui o documento. Elaborado a partir de diversos estudos - incluindo diagnósticos dos meios físico, biológico e social – o plano aponta o que pode ser desenvolvido dentro e no entorno da Unidade de Conservação. 
 
“A homologação do Plano de Manejo é a prioridade número um de todas as nossas Unidades de Conservação. É ele que vai nos orientar quanto às ações e medidas que podemos tomar para garantir a conservação responsável no local”, explica o diretor de Biodiversidade e Áreas Protegidas do IAP, Guilherme Vasconcellos.
 
A discussão do Plano de Manejo com a sociedade é uma das etapas que precisam ser cumpridas para sua publicação e homologação. O objetivo é que a população tenha a oportunidade de conhecer as propostas de planejamento da Unidade de Conservação.
 
PARQUE
 
O Parque Estadual da Serra da Baitaca, localizada a cerca de 35 quilômetros de Curitiba, engloba áreas dos municípios de Quatro Barras e Piraquara. Ele é conhecido pela tradicional Missa do Trabalhador no Morro do Anhangava, além de proteger um dos trechos do Caminho do Itupava.
 
Criado em 2002, o parque protege 3053,21 hectares de um importante trecho da Floresta Atlântica, além de várias nascentes que fluem para represas de abastecimento público e do importante sapinho-dourado (Brachycephalus pernis), uma das espécies ameaçadas de extinção do Paraná.
 
IMPORTÂNCIA PARA A ESCALADA
 
O Morro do Anhangava é o local mais importante para a escalada em rocha no Estado do Paraná, sendo considerado um "campo escola" por apresentar muitas escaladas de qualidade e ser um importante local para formação e desenvolvimento de escaladores.
 
VEJA MAIS
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade