Conquista do pico mais alto do Marumbi completa 129 anos - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
História

Conquista do pico mais alto do Marumbi completa 129 anos

Joaquim Olímpio em 21 de agosto de 1879 alcançou o ponto mais alto que fica a 1.539 metros de altitude

Fonte: Jornale Curitiba

Há 129 anos, o pico mais alto do Parque Marumbi foi atingido por um grupo de montanhistas. Joaquim Olímpio Carmeliano de Miranda, acompanhado de Bento Manoel de Leão, Antônio Silva e Antônio Messias, atingiram o pico da montanha “Olimpo”, a 1.539 metros de altitude, que recebeu este nome em homenagem ao seu conquistador. Em 21 de agosto de 1879 eles alcançavam o pico do Parque Marumbi e inauguravam o montanhismo no Brasil. Joaquim Olímpio era farmacêutico e liderou diversas expedições as montanhas do Parque Marumbi até o 1900.

O percurso inicial para a chegada ao topo era feito pelo Vale do rio São João rumo ao morro Boa Vista e de lá para o Olimpo. Somente em 1942 foi aberta a trilha frontal, utilizada até hoje e que foi aberta por Rudolf Stamm, Irineu Bonato e Manfredo Kirchner.

A ferrovia que liga Curitiba ao litoral foi construída em 1885. Uma estação dentro do parque foi construída em 1913. Com a construção da atual ferrovia, em 1941, do lado oposto a ferrovia de 1885, por reivindicações dos marumbistas (nome dado aos montanhistas do Marumbi), a antiga estação, chamada no passado de Taquaral, tornou-se a sede administrativa do Parque Estadual Pico do Marumbi.

O parque estadual foi criado em 1990 e no total abrange uma área de 2.342 hectares e tem a finalidade de perpetuar a riqueza biológica e a beleza cênica, conjugando a preservação com o desenvolvimento de atividades educativas, pesquisas científicas e estabelecer novos critérios de lazer orientado e consciente. Ele é administrado pelo Governo do Paraná, pelo IAP (Instituto Ambiental do Paraná) e pela SEMA (Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos).

O Conjunto Marumbi ou Serra do Marumbi é formado pelas montanhas: Olimpo (1.539 m.), Boa Vista (1.491 m.), Gigante (1.487 m.), Ponta do Tigre (1.400 m.), Esfinge (1.378 m.), Torre dos Sinos (1.280 m.), Abrolhos (1.200 m.), Facãozinho (1.100 m.) e pelo Morro Rochedinho (625 m).

:: Leia a matéria completa e veja mais fotos

Fonte: Jornale Curitiba

Publicidade:


Publicidade

Publicidade