Veja como foi o 6º Festival de Montanha do sul de Minas - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Adrenalina e Diversão

Veja como foi o 6º Festival de Montanha do sul de Minas

Energia Boa, Resultado Positivo! Assim se resume a grande festa realizada em Itajubá nos dias 22, 23 e 24 de Agosto em nosso 6º Festival de Montanha do sul de Minas.

Fonte:

Elaborado por escaladores para escaladores, o evento contou com a presença de pessoas que vieram de vários estados, trazendo sua amizade e experiência que somaram muito ao fortalecimento do esporte.

O evento teve início na sexta-feira à noite, onde toda a parte social transcorreu no interior da empresa Triboo Montanhismo. A festa começou com a apresentação de vídeos e muitos amigos contando um pouco de suas histórias.

Francisco Dupas apresentou um pouco da sua emocionante aventura feita em um caminhão 66 até Ushuaia. Houve também a participação do Claudinho, cicloturista itajubense que mostrou detalhes de uma pedalada feita por toda a Serra da Mantiqueira em 1000 km percorridos pelas montanhas. Estas apresentações prenderam a atenção de todos, que acabou enchendo os olhos das pessoas que ali estavam.

A festa virou a noite em rodas de conversas que se formaram na área de camping dentro do próprio espaço da empresa. No sábado, todos partiram para as escaladas. A Pedra da Piedade, principal pico da região, acolheu a grande maioria por suas vias de excelente qualidade.

A Piedade serviu de escola para André Ilha, um grande escalador e conquistador de inúmeras vias pelo Brasil, que falou bastante sobre escalada limpa e de sua história. Este workshop ministrado aos pés da clássica "Nem Fudendo", atraiu a atenção de todos e simplesmente, foi um espetáculo.

Outros picos foram visitados, tendo como revelação, a Pedra do Frade. Uma parede negativa alucinante de aproximadamente 100 metros, que hoje já soma mais de 8 vias esportivas abertas e uma grande possibilidade de vias novas.

Um local muito visitado neste evento foi o Pedrão de Pedralva, onde abriga várias vias com extensões entre duzentos e trezentos e trinta metros. Bernardo Collares e sua amiga argentina Marcela fizeram em um só dia duas grandes vias nesta parede, a via Racha Cuca e a via Sebastião Simão, esta última, ainda não havia sido repetida.

Ambas as vias foram abertas por José Nunes e Paulada, que na noite de sábado abrilhantaram o evento apresentando com imagens e vídeos, as escaladas existentes por toda BR-459.

Logo depois foi a vez de André Berezoski, grande escalador brasileiro que faz de sua vida um exemplo de determinação e humildade, ele contou em detalhes toda sua vida dedicada ao esporte e o quanto a escalada representa para o seu crescimento pessoal e profissional. André, o Bele, é referência brasileira dentro do cenário da escalada esportiva, ele vem praticando e desenvolvendo o esporte há 14 anos, além de formar novos talentos no esporte. Conta com inúmeros títulos em competições nacionais e internacionais.

No final das palestras um som contagiante tomou conta do espaço. Os amigos e grandes escaladores Eliseu Frechou e Márcio Bruno, comandaram a festa. Estes montanhistas possuem grandes experiências em paredes nacionais e gringas.

Muito animados, os escaladores logo após as palestras, regados a muito som, escalaram até a madrugada em boulders que foram montados com vários níveis de dificuldade com a intenção de fortalecer mais ainda o relacionamento entre todos os presentes.

No domingo de manhã, após um maravilhoso café na lanchonete Kawai comandada pelo escalador Tadashi, todos arrumaram as mochilas e partiram para mais um dia de muitas escaladas.

André Ilha, Tone de Oliveira, Diogo Marassi e Monica Filipini, seguiram para a Pedra Aguda, uma montanha praticamente dentro da cidade de Itajubá que fornece um visual alucinante de seu cume e que também oferece uma linda escalada.

O resultado não poderia ser diferente, a alegria estava estampada no olhar de cada participante desta festa maravilhosa feita com toda dedicação e amor pelo Montanhismo.

O sucesso deste evento só foi possível porque cada um que lá esteve somou sua amizade, sua experiência, seu entusiasmo em ajudar a fortalecer o esporte da maneira mais saudável possível.

A certeza é que em 2009 não será diferente, Itajubá estará de braços e porteiras abertas para reunir escaladores de todas as tribos para prestigiar essas belas montanhas.


Adaptação do texto de Juliano Ribeiro de Itajubá/MG.
O texto original pode ser lido no Blog: triboomontanhismo.blogspot.com


Publicidade