Montanhista peruano segue ao Nepal para escalar o Manaslu - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Sulamericano rumo a 8000

Montanhista peruano segue ao Nepal para escalar o Manaslu

Richard Hidalgo, de 37 anos, se preparou por mais de três meses e meio escalando a Cordilheira Blanca no Peru

Fonte: Andina

O montanhista peruano, Richard Hidalgo viajou ontem ao Nepal para reelizar uma das escaladas mais importantes de sua vida, escalar o monte Manaslu, na cordilheira do Himalaya, o oitavo mais alto do mundo com 8.136 metros de altitude.

Richard esteve no Shisha Pangma em 2006, ano no qual em companhia de Jorge Gálvez chegou ao cume. Veja matéria: (http://altamontanha.com/NewsID=519)

Seu desejo é se tornar o primeiro peruano a chegar ao cume desta montanha e para isso se preparou por mais de três meses e meio escalando na Cordilheira Blanca e na serra do Peru.

Segundo seu itinerário, chegará a Katmandu, capital de Nepal, em 11 de setembro, após fazer escalas nos Estados Unidos e Tailândia. Depois irá de helicóptero até o acampamento base da montanha de onde iniciará sua ascensão no dia 13.

"Um dos objetivos deste projeto é mostrar para as pessoas que no Peru não temos só o futebol e o volêi, mas também outros esportes como o montanhismo e gostaria que mais expedições tentassem chegar ao Himalaya ou a outras montanhas do mundo", comentou Hidalgo.

"Não se trata de subir por subir até que uma hora chegue ao topo. Se deve elaborar uma estratégia. Estarei me movimentando acima de seis mil metros e apenas se houver bom tempo tentarei chegar ao cume. Preciso não me desgastar, nem perder calorias", expressou Hidalgo.

Inclusive levará suplementos vitamínicos, energéticos e aminoácidos, assim como alimentos ricos em carbohidratos, produtos naturais peruanos, folha de coca para mastigar e até uma garrafa de Pisco Sour para celebrar sua chegada ao cume do Manaslu.

O esportista disse que outra de suas motivações é demostrar ao mundo que o Peru conta com grandes e bonitas montanhas para praticar alpinismo, como a Cordilheira Blanca e o nevado Huascarán, com 6.768 metros sobre o nível do mar.

"Espero poder cumprir a escalada e que o bom tempo se apresente no momento oportuno. Espero voltar em um mês e meio no mais tardar e que todos se sintam orgulhosos. Levarei um laptop e um telefone via satélite para ir informando como vai meu progresso até chegar ao cume", disse o montanhista.

A perigosa aventura, que demandará o desembolso de 20 mil dólares conseguidos em forma de patrocínio por diferentes empresas, durará até meados de outubro, período no qual Hidalgo voltará ao Peru para seguir se preparando para escalar o pico mais alto do mundo, o Everest.

Esta nova escalada se estima para abril ou maio do próximo ano, para o qual necessitará um maior apoio por parte dos patrocinadores, pois tentar escalar o monte Everest é três vezes mais caro que o Manaslu.

Fonte: Andina

Publicidade:


Publicidade

Publicidade