Encontrado corpos de montanhistas mortos há 20 anos no Quirguistão - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Aquecimento global desenterrou os corpos

Encontrado corpos de montanhistas mortos há 20 anos no Quirguistão

Nas pendentes do Pico Lênin, situado no Quirguistão e considerado um dos mais do mundo, foram encontrados restos dos corpos de cerca de 40 montanhistas que foram sepultados por uma avalanche em 1990, informou a Agencia Estatal de Turismo do Quirguistão.

Fonte:

Em Julho de 1990, foi organizada a primeira expedição internacional ao Pico Lênin, em que participaram montanhistas profissionais de mais de vinte países. O acampamento da expedição, situado a 5.300 metros de altura, acabou sepultado por uma enorme avalanche de neve, que matou a todos que se encontravam no acampamento.

As buscas pelos corpos não trouxeram resultado algum, porém agora, devido ao aquecimento global, os glaciares começaram a derreterem e os fragmentos dos corpos começaram a aparecer na superfície.

Uma expedição que subiu a montanha em setembro encontrou os restos.

Segundo o pessoal de resgate, é impossível recolher os restos mortais dos alpinistas ou enterrá-los à altura que se encontram, e por isso se pensa em instalar um monumento no local.
 ,
O Pico Lênin (ou Lenine) hoje foi renomeado como Pico da Independência e possui a altitude de 7.134 m. É o segundo mais alto das montanhas Pamir, atrás apenas do pico Ismail Samani (7.495 m). Está localizado na fronteira entre Tadjiquistão e Quirguistão, sendo o segundo mais elevado em cada um destes países.
 ,

Publicidade:


Publicidade

Publicidade