Escalar o Aconcágua fica 50% mais caro - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Inflação na Montanha

Escalar o Aconcágua fica 50% mais caro

O acesso ao parque do Aconcágua terá um custo 50% maior que no ano passado. Novo preço para ascensão em alta temporada será de $ 1.500 pesos (cerca de 480 dólares) para os estrangeiros. A alteração é para todas as categorias e é válida já para esta temporada.

Fonte:

Quem quer escalar os quase 7 mil metros do pico mais alto da América, ou simplesmente ir a busca de um trekking no Parque Provincial Aconcágua, deverá se preocupar um pouco mais com dinheiro. Isso porque os preços serão majorados em até 50% a mais do que no ano passado.

Apesar dos preços permanecerem muito mais altos para os estrangeiros, os argentinos também sentirão no bolso este aumento, que será válido para as temporadas baixa, média e alta.

A partir de sábado, 15 de Novembro, uma das principais atrações que Mendoza tem para oferecer ao mundo começará a ver mais uma vez milhares de pessoas. De acordo com as estatísticas previstas pelo Departamento de Recursos Naturais, durante esse tempo inicia-se o maior fluxo de visitantes.

Mas a maior afluência é a partir de 15 de Dezembro até 31 de janeiro, quando o clima na cordilheira torna-se um pouco melhor para os cerca de 8 mil alpinistas que, este ano, Ministério do Meio Ambiente da Província de Mendoza espera receber.

Contudo, ao contrário dos últimos três anos cujos valores para entrada no parque mantiveram-se congelados, os passeios, caminhadas e promoções vão custar entre 40 e 50 por cento a mais, dependendo do que se vá fazer na montanha.

Esse aumento foi ratificado no Diário do Governo da Argentina na última segunda-feira. Novamente os preços serão fixados de acordo com o nível da época, fonte e na categoria que pretende contratar para realizar os passeios com um guia profissional.

Em geral, por exemplo, a ascensão ao Aconcágua em alta temporada de turistas internacionais são 1.500 pesos (cerca de 480 dólares), enquanto para os argentinos, a taxa chega a 500 pesos (160 dólares).

Para Guido-Loza, diretor de Recursos Naturais na província, o reajuste não poderia ser adiada ainda mais no momento. "Há três anos não se tem tocado nos preços, e eles estão muito defasados em relação à inflação que o país tem sofrido", disse o funcionário.

Loza também explicou que, na realidade, a idéia era de aumentar ainda mais a taxa porque o aumento seria insignificante, mas disse "nós preferimos realizar o aumento gradativamente", o que já sinaliza que na próxima temporada (2009 / 2010) mais aumentos devem ocorrer.

O encerramento da temporada 2007-2008 resultou em uma avaliação positiva sobre os números: no total, 7.658 pessoas chegaram à Praça de Mulas. Desta vez, a aposta é de conseguir 10% mais visitantes

Aos operadores de turismo, guias, e demais pessoas que vivem do turismo no Aconcágua, a decisão de levantar o custo já era esperada, mas para eles, esta deveria ter sido tomada mais cedo.

Isto é porque a maioria dos visitantes tem tendência para agendar a escalada ou o trekking com vários meses de antecedência, o que acaba furando todo o planejamento.

"Não entendo este aumento errado, mas acho que ele foi divulgado muito tarde, pois falta um mês e quinze dias para começar a temporada", disse Martin Grech, diretor da empresa de Expedições “Aymara”.

Segundo o governo, entre as maiores despesas, que influenciaram no aumento dos preços, estão a gestão de resíduos (lixo) e o uso do helicóptero, que juntos custam cerca de dois milhões de pesos.

Em fins 2009 e início dos 2010, além de novo aumento, o governo argentino também promete instalar os novos abrigos que foram já adquiridos. O problema que surgiu neste ano e que acabou por adiar a instalação da estrutura foi o grande acumulo de neve, que tornou impossível o trabalho no parque.

Confira abaixo a nova* tabela de preços** para os estrangeiros, da temporada 2008/2009 no Aconcágua:

Baixa Temporada:
De 15 a 30 de novembro e de 21 de fevereiro a 15 de março
Ascensão: 160 USD
Trekking Longo: 70 USD

Média Temporada:
De 1 a 14 de dezembro e de 1 a 20 de fevereiro
Ascensão: 320 USD
Trekking Longo: 90 USD

Alta Temporada:
De 15 de dezembro a 31 de janeiro
Ascensão: 480 USD
Trekking Longo: 110 USD


* - Apesar da publicação da lei argentina, a informação ainda não consta em nenhum site oficial da Argentina ou sobre o Aconcágua.
** - Preços convertidos para dólares com o câmbio do dia 24 de setembro de 2008.

Para saber mais sobre o Aconcágua visite:
www.aconcagua.altamontanha.com
 ,

Publicidade:


Publicidade

Publicidade