CPM comemora 30 anos de histórias e conquistas - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Aniversário

CPM comemora 30 anos de histórias e conquistas

O Clube Paranaense de Montanhismo completa 30 anos de existencia, da guarda e dissiminação da cultura da montanha e, para comemorar o feito, anuncia jantar festivo para a próxima sexta feira, dia 7 de novembro.

Fonte:

Por Andressa Oliveira, Deborah Fertonani e Luiza Zarnott

Uma dupla de irmãos alemães, os Kent, havia trazido da Alemanha equipamentos que eram novidade para os brasileiros (nuts, clifs, entre outros). O que instigou ainda mais os montanhistas paranaenses a aprimorar suas técnicas e cultivou a necessidade de formar um clube de montanha.

Com essa idéia, surgiu no dia 08 de junho de 1978, o Clube Paranaense de Montanhismo, fundado por Bito, Leonel e os Kent, contribuindo para a divulgação e o desenvolvimento do esporte, bem como a prática consciente e ecologicamente correta. O Clube defende que a prática do montanhismo requer a existência da natureza preservada, garantindo assim aos praticantes experiências de contato com a fauna e a flora locais.

Com o intuito de preservar o meio ambiente e promover a integração entre os praticantes do esporte, o convívio entre as pessoas, o contato com a natureza, o aprimoramento da prática do montanhismo e a divulgação do esporte para a comunidade, o CPM está há 30 anos promovendo ações em prol da natureza e montanhistas.

Com aproximadamente 50 membros ativos, o Clube realiza diversas atividades ligadas ao montanhismo, como campeonatos, excursões, encontros, debates e programas de conscientização da população.

Também possui projetos de preservação do meio ambiente, pois acredita que o contato direto com a natureza, leva ao homem moderno qualidade de vida. O seu compromisso é com as questões ecológicas e sociais e com a divulgação correta deste esporte.

O CPM é membro e fundador da Federação Paranaense de Montanhismo (FEPAM), que reúne os mais importantes grupos do montanhismo paranaense. O CPM também participa da Confederação Brasileira de Montanhismo e Esportes de Montanha.

Como um clube independente, o CPM tem sua história marcada pela luta e superação de seus membros, que acreditando no montanhismo e na preservação da natureza trabalharam continuamente durante esses 30 anos. No início o clube não possuía sede própria, e foi mantido por anos em espaços alternativos, como garagens ou espaços emprestados.

Um de seus principais representantes é o empresário Nelson Penteado Dias, o Farofa. Ele relembra de reuniões promovidas no galinheiro da casa de outro personagem marcante do montanhismo paranaense, Antônio Schimidlin, o Vitamina. Segundo Farofa, a repressão na época da ditadura fez com que eles se reunissem em lugares mais reservados, para não chamar atenção, já que Vitamina era perseguido pelo exército. Isso acontecia porque eles eram vistos como comunistas, por estudarem filosofia e pela prática do montanhismo. O exército acreditava que eles serviam a partidos de esquerda e iam às montanhas para se comunicarem com grupos comunistas. Vitamina revela manter conceitos humanistas, mas segundo ele, eram somente apaixonados pelas montanhas do Paraná.

Depois de muitos anos de transições em garagens de seus membros, o CPM construiu há quatro anos sua sede. Com a doação feita pela prefeitura de Curitiba, de um terreno situado no bairro Boa Vista. A sede foi aos poucos sendo construída pelos filiados.

Marcelo Brotto e Ronaldo Montalto – hoje presidente e vice da entidade - que mais trabalharam para a realização do projeto, confessam que ver a sede lotada e toda esta estrutura disponível, “é uma realização”.

A diretoria do CPM tem ainda um projeto de ampliação da sede, que terá um ginásio próprio para a escalada. “Esse é um sonho que pretendemos realizar”, acrescenta a montanhista Andressa Zanlorenzi.

Além da sede principal, o Clube ainda possui uma sede na montanha, localizada na base do Parque Estadual do Marumbi, que já há muitos anos carrega o nome de Refúgio de Montanha Erwin Groëger, em homenagem ao "Professor", falecido à pouco.

Para o diretor de escalada do CPM, Pedro Hauck, um dos principais objetivos do CPM é a prática do esporte como forma de lazer, atividade física e filosofia de vida, também a disseminação da cultura da montanha.

A filosofia dos integrantes do CPM aponta para propagar a cultura da montanha, de respeito à natureza, ao próximo e, principalmente, à natureza. Em muitos lugares essa cultura está se perdendo, em Curitiba, por meio do CPM, ela permanece viva, pois é passada pelos montanhistas mais experientes aos iniciantes. Dessa forma, a cultura montanhista nunca vai se acabar, garantindo um futuro a toda a sociedade.

Clube Planeja Aniversário com Jantar, Festa e Homenagens!

Nesta sexta feira, dia 7 de novembro, o Clube Paranaense de Montanhismo iniciará a comemoração com um jantar no Restaurante Dona Natália, onde se prestará homenagens aos seus ex presidentes e sócios beneméritos, que muito lutaram para o crescimento do Clube e, bem como, a manutenção da cultura da montanha.

Aos que desejarem participar do jantar comemorativo, é bom se apressar. Os convites são limitados e estão sendo vendidos antecipadamente pela sócia Rossana Reis, pelo telefone 41 9917-1323, pelo preço de R$ 20,00. (Veja cartaz ao lado)

Leia mais:

:: A escalada que vem do clube


* Texto de Andressa Oliveira, Deborah Fertonani e Luiza Zarnott

:: Para saber mais sobre o CPM, visite o site www.cpmorg.com.br

Publicidade:


Publicidade

Publicidade