Bolívia: Medidas ambientais para proteger o Huayna Potosi - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Andes

Bolívia: Medidas ambientais para proteger o Huayna Potosi

Entidades governamentais e membros do Clube Andino Boliviano vêem determinando diversas medidas visando melhorar a estrutura econômica ambiental da região que envolve o Nevado Huayna Potosi.

Fonte:

O vice-prefeito de Zongo, Ivan Herrera, informou que no final de junho foi realizada uma reunião com os representantes da secretaria de turismo da prefeitura, do Clube Andino Boliviano e com membros da secretaria de Qualidade Ambiental e Turismo do Governo Municipal de La Paz, para discutir as diferentes atividades econômicas praticada no Nevado Huayna Potosi.

Ele indicou que foi estabelecida uma inspeção ambiental para avaliar as atividades econômicas existentes neste nevado, verificar e acompanhar a gestão adequada dos resíduos sólidos e tomar medidas conjuntas para evitar o crescimento das mesmas e, assim, facilitar a execução de um projeto que incentive o desenvolvimento da região através da promoção do turismo sustentável neste importante parque nacional boliviano.

Após a inspeção, Herrera informou que fora verificado a presença de seis abrigos que não possuem licença que lhes permite ter alguma atividade econômica na região.

Além do que, em resultado das atividades praticadas (turismo e montanhismo), verificaram-se altos níveis de poluição, devido principalmente pela falta de destino de resíduos sólidos (garrafas PET, copos descartáveis, sacos de plástico e embalagens), dejetos humanos ao ar livre, sobre as rochas e neve.

Ele observou ainda que com a falta de controle, o aumento dos resíduos sólidos e presença de fezes espalhadas ao lado do abrigo do Sr. Roberto Llusco, acarretam a presença de vetores e roedores, além da poluição do ar e da água.

Tendo em vista estes primeiros problemas levantados, como primeiro passo foi acordado em realizar uma primeira notificação, para que os referidos refúgios de montanha, dentro de um prazo de 15 dias, tomem medidas no que diz respeito ao tratamento de resíduos sólidos e, também, regularizem seus registros na Administração Fiscal.

Numa segunda reunião, realizada há poucos dias, ficou acertado que seriam tomadas todas as medidas para que o Parque Huayna Potosi tome forma, tanto administrativa, quanto legal e que seus regulamentos sejam editados.

Entre as principais regras discutidas, está a da obrigatoriedade da contratação de guias profissionais para aqueles que não forem montanhistas membros de clubes filiados à UIAA.

Na primeira metade de novembro, em Zongo, haverá a terceira reunião entre representantes do governo municipal e do Clube Andino Boliviano, visando determinar as últimas medidas econômicas e ambientais para proteger o nevado Huayna Potosi. ,

Publicidade:


Publicidade

Publicidade