Montanhista morre no Monte Cook a poucas horas do resgate - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Acidente

Montanhista morre no Monte Cook a poucas horas do resgate

Um escalador japonês que estava com problemas há seis dias devido ao mal tempo logo abaixo do pico mais alto da Nova Zelândia, o monte Cook, faleceu poucas horas antes que o pessoal do resgate chegasse a ele e a um compatriota, informou a imprensa local.

Fonte:

Os dois montanhistas japoneses, assim que o tempo ficou ruim, se viram obrigados a refugiarem-se numa barraca há 50 metros do cume, que fica a 3.754 metros sobre o nível do mar. No longo período que se arrastou desde então, o péssimo tempo e principalmente os fortes ventos acabaram frustrando as várias tentativas de resgate, tanto por terra quanto por helicóptero.

O pessoal de busca e resgate havia localizado os dois homens na terça, e conseguiram levar provisões de emergência, porém o vento estava muito forte para que tentassem transportá-los abaixo da montanha.

O escalador que sobreviveu é Hideaki Nara, de 51 anos, e seu companheiro falecido era Kiyoshi Ikenouchi, de 49 anos. Ambos eram de Tókio, Japão. Segundo Nara, Ikenouchi faleceu pouco tempo antes que as equipes de resgatem chegassem ao local para transportá-los abaixo.

Os resgatistas afirmaram ainda que Nara está se recuperando em um Hospital e está em condições relativamente boas, pela experiência que passou. Ele sofreu congelamentos no rosto e nas mãos, graças às temperaturas que superaram a marca dos 20 graus abaixo de zero.

Ikenouchi foi o 69º escalador a falecer no Monte Cook, localizado na porção sul dos Alpes Neozelandeses.

Publicidade:


Publicidade

Publicidade