Duas equipes de montanhistas são resgatadas após nevascas nos Andes

0

Quase uma semana após as grandes nevascas atingirem a região andina da Puna do Atacama, ainda há montanhistas sendo resgatados. Hoje foi a vez de dois grupos, um localizado na parte argentina do Ojos del Salado e outro no Cerro Veladero na Província de La Rioja.

Demorou até que a neve derretesse o suficiente para que alguns grupos que tentavam escalar algumas montanhas atingidas pela grande tempestade que assolou os Andes do norte do Chile e Argentina conseguissem sair do isolamento. Somente hoje, uma semana após o começo da tormenta, dois grupos conseguiram ser resgatados.
 
O primeiro grupo foi retirado do Cerro Veladero, uma montanha com mais de 6400 metros de altitude localizada perto do Bonete Chico, que é a quarta montanha mais alta dos Andes em La Rioja. Eram 3 argentinos que foram resgatados com saúde.
 
O outro grupo na verdade era uma inglesa solitária que estava escalando o Ojos Del Salado, a terceira montanha mais alta dos Andes, pelo lado argentino. Ela contava com um telefone satelital, que ajudou os resgatistas a encontrarem sua posição. Esta montanha, que é também o vulcão mais alto do mundo, tem um acesso complicado pela rota escolhida pela inglesa, o que dificultou o resgate. Entretanto tudo ocorreu bem no final.
 
Indiano desaparecido
 
O montanhista indiano  Malli Mastan Babu, famoso por ser a pessoa que finalizou o projeto dos 7 cumes em menos tempo, está desaparecido desde o dia 24 de Março. Ele estava no acampamento base do Três Cruces, a quinta montanha mais alta dos Andes. No momento há uma equipe de resgate tentando localizá-lo.
 
Noticia relacionada
Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário