Equipe de resgate encontra três mochilas, mas não acha os alpinistas

0

A equipe da patrulha de resgate do Aconcagua encontrou três mochilas, porém ainda não avistaram os montanhistas perdidos no glaciar dos polacos.


Ainda não se sabe se as mochilas pertencem realmente ao grupo que está perdido na montanha, e nem se foram largadas pelo grupo como forma de aliviar o peso ou se foram levadas pelo vento.

As patrulhas de resgate da polícia de Mendoza começaram a subida até o cume as 05h30min da madrugada e de lá seguiram pelo provável caminho que os perdidos fizeram até o Glaciar dos Polacos.

As 06h20min tiveram a confirmação de que pelo menos dois deles estavam vivos e um pouco mais tarde, encontraram as mochilas. Como estavam vazias, não se sabe ao certo se pertenciam ou não aos alpinistas perdidos.

Agora a pouco a polícia informou que uma sexta integrante do grupo encontra-se a salvo. Trata-se da italiana Antonella Targa, de 50 anos. Ela acompanhava o grupo, mas não se sentiu bem e decidiu regressar, quando tentavam o ataque ao cume.

A polícia argentina informou agora a pouco os nomes dos alpinistas que se encontram perdidos na montanha. São os italianos Elena Zenil (38), Marco Afasio (39), Marina Acanazio (38) y Mateo Refrigerato (35), e o argentino Federico Capanini (31). Não foi confirmado ainda o nome do italiano que faleceu na montanha.

O cônsul da Itália na Argentina, Pietro Tombacini, deslocou-se até a região de Horcones, onde espera encontrar-se com Antonella Targa.

Entenda o que está acontecendo no Aconcagua:

Os alpinistas escalaram até o topo do Aconcagua ontem, e após chegarem ao topo, foram pegos de surpresa por uma forte tormenta.

Perdidos, acabaram descendo pela rota do Glaciar dos Polacos, uma difícil pendente de gelo da montanha e acabaram caindo. Na queda, dois dos montanhistas sofreram fraturas.

O resgate montou uma estratégia de chegar ao topo da montanha pela rota normal e aí descer pelo mesmo local que os alpinistas se perderam, porém o péssimo tempo fez com que abortassem a tentativa.

No início da noite de ontem, enquanto uma tormenta muito forte atingia a montanha, a polícia confirmou a morte de um dos italianos, sem precisar nome ou sexo da pessoa. Também afirmou que os outros quatro se encontravam em avançado estado de hipotermia. (Saiba mais sobre a hipotermia e outras doenças de altitude)

Para todos, o pensamento é de que havia poucas esperanças deles sobreviverem a terrível noite que passava. A temperatura girava em torno de -25ºC até -30ºC e os ventos brancos superavam os 70 quilômetros por hora.

Na madrugada de hoje o pessoal do resgate retomou o trabalho. O helicóptero sobrevoou a área onde está o grupo perdido às 6h e 20 min. da manhã, e conseguiu avistar dois alpinistas agitando uma bandeira azul, o que renovou as esperanças do pessoal que está empenhado no resgate.

Agora a pouco, a patrulha de resgate encontrou as mochilas.

Acompanhe:

:: Pelo menos dois dos montanhistas perdidos no Aconcagua sobreviveram à noite fria

:: Cinco alpinistas estão perdidos no Aconcagua

:: Falece um dos alpinistas perdidos no Aconcagua

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário