Escalador morre no Mt McKinley

0

Um alpinista de 61 anos morreu aparentemente de causas naturais enquanto fazia a face oeste do Mt McKinley, no Alasca

Willian Hearne, 61 anos, morreu enquanto ajudava uma expedição a progredir de um acampamento a 3.400 metros de altitude para um abrigo à 4.100 metros, no Monte McKinley (Denali), montanha mais alta da America do Norte, situada no Alasca.


Os guias da expedição fizeram Ressuscitação Cardio-Pulmonar (CPR) no alpinista, porém, após 30 minutos de tentativas falhas, a equipe comunicou o estado da vítima a uma especialista no Parque Nacional do Denali, que deu o estado de óbito para o escalador.


O Denali possui mais de 1000 visitações até hoje, e, neste exato momento, 167 escaladores estão à mercê da natureza na montanha.
&nbsp,&nbsp,
O que tranqüiliza a morte de Willian foi que ele, aparentemente, morreu de causas naturais, o que, quando relacionado a um esporte de risco, é raro de acontecer. A maior parte das mortes nesse esporte é derivada de erros que vão se somando durante a prática irresponsável do mesmo. Assim, ver que a pessoa morreu, fazendo o que amava, sem cometer nenhum erro, da uma sensação de tranqüilidade, pois a mesma somente seguiu o curso natural que a vida leva, tomando precauções para poder aproveitar tudo até o ultimo segundo.


&nbsp,

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário