Frequentadores do Parque Nacional de São Joaquim fazem abaixo assinado contra fechamento do parque

0

O Parque Nacional de São Joaquim é uma das Unidades de Conservação (UC) mais antigas do Brasil, criada em 1961. Apesar do longo tempo de existência, o parque nunca teve um plano de manejo e é por conta deste detalhe que o diretor do parque decidiu fechar o local para visitação.

Apesar dos seus 53 anos de existência (sem plano de manejo) a visitação no Parque Nacional de São Joaquim sempre existiu, aliás os atrativos naturais abrangidos pela área da Unidade de Conservação já eram visitados antes mesmo dele existir.

Sabendo do problema da falta de planos de manejo nas UC’s, em 2012 o então Coordenador Geral de Uso Público do ICMbio (órgão público que gere as UC’s) Ernesto Viveiros de Castro, baixou uma portaria que garantia a manutenção de atividades pré existentes nos parques que não conflitavam com a preservação da natureza, como o turismo. Tal portaria permitiu a atividade no Parque de São Joaquim ao ponto que as cidades da região investiram bastante, transformando o parque no quarto mais visitado do país.

Em dezembro do ano passado, no entanto, Brasília mudou de ideia e achou que a visitação colidia com a preservação. A decisão de fechar o parque foi rubricada pelo presidente do ICMbio, Roberto Vizentin e no documento em que fica estipulado o fechamento do Parque de São Joaquim ficou a justificativa de que a "visitação desordenada tem causado degradação ambiental e impactos significativos em áreas frágeis da unidade".

O fechamento revoltou frequentadores e também as comunidades do entorno do parque, que acha injusta a proibição e também arcam com prejuízos com o esvaziamento do turismo. Usuários do Parque e operadores de turismo locais se organizaram para resistir ao fechamento e criaram a comunidade no Facebook "Parque Nacional de São Joaquim – conhecer para preservar".

A nova ação do grupo é mobilizar a população com os desmandos do ICMbio, realizando um abaixo assinado destinado à Ministra do Meio Ambiente, Isabela Teixeira. No documento, hospedado no site Avaaz, o grupo diz que a proibição ao invés de ajudar na preservação, acaba acobertando atividades ilegais no interior do parque e o impedimento de visitação afasta os turistas gerando prejuízos à economia regional. Além destes argumentos, o grupo apela ao fato de que sem visitação, a população não conhece o patrimônio natural e paisagístico dos parques nacionais e desta forma, como a população pode preservar algo que não conhece?

:: Abaixo assinado contra o fechamento do Parque Nacional de São Joaquim
 

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário