Grupo se perde na Travessia Alfa Ômega e é resgatado

0

Um grupo de amigos tentou realizar a travessia Alfa Ômega, uma das mais difíceis do Brasil, durante o feriado de Corpus Christi e acabaram sendo resgatados de helicóptero após 5 dias na mata.

Um grupo de amigos foi resgatado hoje pela manhã pelo helicóptero da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no morro do Leão, ponto culminante do Maciço do Marumbi, na Serra do Mar paranaense.
 
O grupo tentou realizar a temida travessia Alfa Ômega, que atravessa toda a serra do Marumbi, do Morro do Canal em Piraquara até a estação de trem de nome homônimo em Morretes, atravessando quase todos os picos desta serra. Apesar da travessia não ter mais de 16 quilômetros em sua maior extensão, trata-se de uma das mais difíceis do país.
 
A travessia Alfa Ômega não tem trilha e nem caminho demarcado. Ela cruza diversos picos, com grande desnível acumulado. A vegetação é extremamente densa e oculta muitos perigos pelo caminho. Idealizada na década de 1960 pelo montanhismo Paulo Henrique Schmidlin, o “Vitamina”, ela foi apenas percorrida por inteiro na década de 1990. Nos últimos anos passou a ter mais repetições, realizadas por montanhistas bastante experientes que já chegaram a fazer o caminho de ataque, ou seja, sem pernoitar, nenhuma vez.
 
Com o mau tempo deste último feriado, o grupo sofreu muito para chegar até o Morro do Leão, que já é quase o final do caminho. Sem água e sem comida, acabaram sendo resgatados pelo helicóptero da PRF somente hoje, 5 dias após começarem a caminhada. De acordo com o site Banda B, eles tinham sinal de cansaço e desidratação, mas estavam bem. Para evitar a hipotermia durante as noites frias e úmidas tiveram que ficar abraçados boa parte do tempo.
 
De acordo com outras fontes, o grupo recebeu uma notificação do IAP. Parte desta travessia está contida dentro da área intangível do Parque Estadual do Marumbi, um documento que regulamenta o uso das unidades de conservação que no caso deste parque data do ano de 1996.
 
 
Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Comments are closed.