Homem morre ao pisar em mina terrestre nos Andes chilenos

0

Jovem tentou atravessar ilegalmente a fronteira entre o Chile e o Peru, chegou a ser socorrido, mas não resistiu. Os Andes do norte do Chile é coalhado de minas que foram instaladas na década de 1970 durante a ditadura do General Pinochet.

Um jovem peruano morreu depois de pisar numa mina antipessoal quando pretendia sair ilegalmente do Peru pelos Andes na fronteira com o Chile. Segundo a fonte, o jovem, Francy Mamani Aquino, de 27 anos, sofreu o acidente do lado chileno e chegou a ser socorrido, mas acabou falecendo pela gravidade dos ferimentos.
 
Na década de 1970, o General Augusto Pinochet minou diversos locais no norte do país andino que fazem fronteiras com a Argentina, Bolívia e Peru. Tais minas, apesar da idade, permanecem funcionando devido a baixa umidade da região do Atacama.
 
Apesar deste caso ter ocorrido com um imigrante, a maioria das vítimas que morreram com minas terrestres no Chile, no entanto, são pessoas que trabalham com geologia e mineração, já que a região é rica em minérios. Acredita-se que o desaparecimento de alguns aventureiros e montanhistas na região tenha se dado por conta de acidentes com minas também, no entanto a fauna é a que mais sofre. 
 
 O Chile realiza um programa de retirada de minas de sua fronteira, mediante o qual, segundo a chancelaria, conseguiu eliminar até o final de do ano passado 123.263 das 181.814 unidades. No entanto ainda há muitos campos minados em locais remotos.
 
Em 2012, o montanhista Maximo Kausch atravessou um campo minado em sua moto para escalar os Vulcões Salin e Pular. Ele chegou a avistar minas que afloraram na superfície, mas teve sorte de não passar em nenhuma.
 
Veja mais
Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário