Mochileira volta da Ásia com um Sangue Suga de 7,5 cm dentro de seu nariz

0

Viajar por países diferentes, conhecer outras culturas e se aventurar na natureza é parte de um mochilão. No entanto voltamos pra casa com surpresas na mochila, ou melhor, no nariz.

Daniela Liverani, de 24 anos, moradora de Edimburgo na Escócia, estava tendo sangramentos no nariz por causa do rompimento de um vaso sanguíneo, atribuído a um acidente de motocicleta.
 
Porém, na última quinta-feira, Liverani, que mochileira e realiza viagens de aventura, notou durante o banho uma forma escura se contorcendo dentro de seu nariz.
 
Ela procurou um hospital e os médicos usaram fórceps e pinças para retirar o parasita.
 
A viajante acredita que a sanguessuga tenha entrado em seu nariz no Vietnã ou no Camboja. Ela disse que sentiu algo se movendo para cima e para baixo em sua narina, mas pensou que fosse um coágulo de sangue.
 
"Mas a reação inicial nunca é ficar pensando: Meu Deus, há uma sanguessuga no meu rosto'", disse ela. Até que a presença do parasita ficou evidente quando ela estava no chuveiro.
 
"Minhas narinas se abriram por causa do vapor e do calor da água, e por isso ela (sanguessuga) saiu mais, chegou até o meu lábio. Assim eu consegui vê-la com o canto dos olhos, mas ainda não pensava que fosse um verme, porque parecia com um coágulo sanguíneo".
 
"Na quinta-feira seu saí do chuveiro, limpei o vapor do espelho e dei uma boa olhada. Só assim consegui ver os anéis no corpo dela".
 
Foi apenas naquele momento que Liverani percebeu que hospedava um parasita.
 
No hospital, médicos removeram o Sr. Curly (ondulado) – que foi o nome dado por Liverani à sanguessuga.
 
"Os médicos fizeram um trabalho excelente, tiro o chapéu para eles, porque obviamente não é uma situação que eles encontram todos os dias. Eles fizeram o que podiam enquanto tentavam manter a calma".
 
A mochileira levou o animal para casa, mas o Sr. Curly não sobreviveu até o dia seguinte. Tadinho!!
 
Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário