Nova via de escalada no morro Anhangava homenageia Roberta Nunes

0

Dupla de escaladoras conquistou uma nova via no Anhangava e homenageou a saudosa escaladora paranaense Roberta Nunes, que faleceu num acidente de carro em 2006 no Parque de Yosemite EUA

O Morro do Anhangava, considerado o maior campo escola de escalada do Paraná, agora tem mais opção de escalada. Batizada de Xoxoti, a nova via tem 35 metros de altura e está cotada em sexto grau.
 
A nova via foi conquistada por por Daniele Sauner “Dani Polaca” e Fabiana Martins “Bibi”e fica no Campo das Panelas, ao lado da Via Maria Fumaça. Foi a primeira via da dupla, que gostou da brincadeira. Leia abaixo o relato na íntegra das meninas:
 
Existem coisas na vida que merecem ser compartilhadas. Nossa conquista é uma delas!
 
A escalada faz parte de nossas vidas a um bom tempo, com suas oscilações de frequência, mas sempre presente. O desejo de conquistar uma nova via de escalada sempre pareceu algo muito além das nossas expectativas, muito embora o desejo de fazê-lo existisse bem forte.
 
Começamos a bisbilhotar as possibilidades de uma nova rota no quintal de casa: o morro do Anhangava. Lemos livros sobre conquistas, pegamos dicas com os “experts” e lançamos o nosso desejo.
 
Identificamos uma rota no campo das panelas, no setor Maria Fumaça e consolidamos a ideia de abrir uma via integralmente feminina em homenagem e memória a nossa amiga e escaladora Roberta Nunes.
 
Já tínhamos a vontade, uma rota e o nome da via. Então ficamos aguardando uma janela do chuvoso 2015, conciliado com um tempinho de nossas vidas para a execução desse novo desafio.
 
Somente em janeiro de 2016, com o material já na base fizemos a primeira investida. Ainda tínhamos em mente a possibilidade de fazer a conquista com corda de cima, afinal não tínhamos nenhuma experiência em conquista. Porém, depois das instruções do mestre Ingo e munidas de clif e furadeira, decidimos levar a ponta da corda pra cima pelo método tradicional. Indescritível parar, fazer um buraco de clif e acreditar!
 
Foram duas chapas e depois veio à chuva pra lavar a poeira. 
 
Passaram-se 5 dias em uma ótima janela e com o material pra cima fomos terminar a empreita. Fomos revezando chapa por chapa, tivemos um problema com um “bolt” e chegamos quase no final. Ficaram faltando as duas chapas da parada, deixamos para o dia seguinte. Voltamos e finalizamos. Realmente foi uma experiência ímpar!
 
Repetimos a via sorrindo e agradecendo pela oportunidade. Como diria a nossa amiga Robi: “foi de jorrar na calcinha!”.
 
A via, batizada de Xoxoti (os que conheceram a Roberta entenderão), graduamos num 6º grau (logo na saída), com 9 chapeletas e uma parada dupla, sendo aproximadamente uns 35 metros de via. Ideal fazer com uma corda de 60 metros, o rapel é pela própria via.
 
Está localizada no setor Maria Fumaça – Campo das Panelas – Anhangava/PR, à direita da via Código de Ética.
 
Como neste universo sozinhos não somos ninguém, fica aqui nosso agradecimento especial aos amigos e companheiros Xicão, Catatau, Edu e Ingo, que ajudaram a levar o equipamento pra cima da montanha e pela essencial motivação! Especial agradecimento ao vizinho e amigo Chiquinho, certamente foi bem melhor com a furadeira! E ainda, um viva as chapeletas Bonier! 
 
Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário