O Padre e o Direito ao Risco e a Aventura

0

Esta semana vimos o desaparecimento do Padre que levantou vôo em balões de festa e acabou caindo ao mar. Venho acompanhando as notícias, torcendo para que o encontrem vivo, apesar de agora já não mais acreditar nessa hipótese.


Porém, na busca pelas notícias, acabo encontrando sites que permitem os comentários de seus leitores e, quando leio os comentários, encontro algo familiar.

Assim como no montanhismo, a maioria das pessoas critica o Padre pela aventura que ele se propôs a fazer. Contudo vejo algo novo. Alguns comentários relatam que a polícia deveria intervir e prender o Padre antes de ele partir, pois estaria salvando-lhe a vida.

As críticas são normais. Reparo muito isso no montanhismo, contudo aquele comentário com relação à polícia, a prisão do Padre, realmente me preocupou.

Penso comigo mesmo: Prender o Padre porque ele quer realizar uma aventura? Porque ele conscientemente quer enfrentar os riscos já de antemão calculados? Porque ele quer fazer algo que para algumas pessoas seja considerado como loucura?

Logo vão querer prender os alpinistas que procuram conquistar as mais altas montanhas do mundo e não vai demorar muito, a nós, escaladores, que procuramos um pouco de diversão nos finais de semana. Aí, alguns anos mais tarde, talvez prendam indivíduos que atravessam a rua fora da faixa, que pulem de trampolim na piscina e as crianças que subam nas árvores!

Tudo sob a ótica do “pelo menos estão salvando a vida do sujeito”.

Que futuro nos espera se pessoas que pensam desta maneira ostentarem o poder político em nosso país…

Compartilhar

Sobre o autor

Hilton Benke - Equipe AM

Hilton Benke é um dos idealizadores do AltaMontanha.com. Dono de uma personalidade muito forte, é hoje praticante assíduo do voo livre, principalmente da modalidade "hike and fly", que une o voo com o montanhismo. Como montanhista e escalador, gastou seu tempo galgando montanhas brasileiras e andinas, além de ter prestado alguns serviços como instrutor de escalada junto ao CPM. Deixá-lo feliz é fácil: só marcar um bom pernoite em um cume da Serra do Mar Paranaense, com um bom menu para o jantar e uma condição de tempo boa para que possa decolar com seu parapente dia seguinte e realizar uma das muitas travessias sobre a Serra do Mar.

Comments are closed.