Operação da Polícia Ambiental prende caçadores e palmiteiros na Serra do Mar paranaense

0

A Polícia Militar Ambiental do Paraná desbaratina um grupo de contraventores que atuavam em local pouco frequentado na Serra do Mar. Dois foram presos em flagrantes.

A Polícia Ambiental do Paraná realizou na última sexta-feira (dia 21), uma operação na Serra do Mar contra um grupo de contraventores. A operação foi motivada por uma denúncia realizada por um grupo de montanhistas que não quiseram se identificar e foi publicada pelo AltaMontanha sendo por isso batizada de “Operação Montanhistas”. 
 
O local alvo da operação fica entre a Serra do Capivari e a Serra do Ibitiraquire, um local de grande beleza cênica, que não tem trilhas frequentadas por montanhistas e trekkers, sendo um local livre para atuação dos contraventores.

Há cerca de um mês, um grupo de montanhistas entrou no local buscando um caminho para o cume do Pico do Guaricana (uma montanha pouquíssima frequentada) e ao invés de encontrarem um local com a natureza primitiva preservada, acharam trilhas abertas pelos meliantes e uma barraca, ou melhor, uma verdadeira casa na mata com muitos indícios de que ali era usado por criminosos.

 
De posse das informações da denúncia, policiais ambientais, adentraram a mata e se aproximaram da casa suspeita e a encontraram toda a aberta, percebendo ali indícios de um local usado para prática de crimes contra o meio ambiente, não havendo pessoas no local naquele momento.

No interior da casa foram localizados e apreendidos 2 sacos contendo 83 unidades palmito juçara, 2 armas de fogo, sendo uma espingarda Cal.28, outra Cal.36, e também uma espingarda de pressão Cal. 5.5. Além disso, 4 pios para Macuco, 4 cartuchos Cal.28 intactos e 2 deflagrados, 4 cartuchos Cal.36 intactos e 4 deflagrados.

 
Em continuidade à operação, num segundo local, na região da fazenda Nova Esperança, em meio a mata, foram abordados dois indivíduos, um de 22 anos e outro de 17 anos, de posse de 12 feixes de palmito Juçara totalizando 202 unidades, os quais diante dos fatos foram presos. Ambos detidos, bem como, todo material apreendido na operação foram encaminhados e entregues à Delegacia de Antonina.
 
A Operação Montanhistas foi um exemplo de cooperação entre a Polícia Ambiental e os montanhistas e demonstra a importância do montanhismo exploratório para vigiar locais não frequentados por turistas, os quais infelizmente são frequentados por palmiteiros, caçadores e qualquer tipo de meliantes.
 
Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário