Piolet D´or consagra duas expedições em 2010

0

O Piolet D´or é uma premiação que escolhe os maiores feitos do montanhismo em cada ano. Desta vez duas expedições foram eleitas pelo júri.


Neste sábado, dia 10/04, aconteceu a premiação da 18ª edição do Piolet D´or, que elege o maior feito montanhístico de cada ano.

Desta vez, não foi uma expedição que levou o piolet de ouro, mas sim duas, veja os premiados:

Denis Urubko e Boris Dedeshko na face Sudeste do Cho Oyo:

A dupla cazaque abriu no ano passado uma nova rota de grande dificuldade e com 2800 metros de altura nesta face da montanha. Foi a coroação para Urubko que nesta escalada completou o cume de todas 14 montanhas com mais de 8 mil metros.

Bruce Normand, Jed Brown e Kyle Dempster no Xuelian Oeste

Compartilhando o prêmio com os cazaques, o escocês Bruce Normand e os americanos Jed Brown e Kyle Dempster também foram reconhecidos pela conquista do Xuelian Oeste, montanha de 6422 metros, localizada na China.

Tal montanha, extremamente técnica, consumiu 5 dias de escalada. Foi a primeira vez que o cume da montanha foi tocado.

Outros indicados:

Chang Himal, 6750m – Nepal

Os
britânicos Nick
Bullock
e Andy Houseman fizeram a primeira ascensão do pilar
central da norte do Chang Himal, próxima ao Kangchenjunga. A escalada já
tinha sido tentada em 2007 por eslovenos
Nome da rota:
Bullock-Houseman
Desnível da rota: 1800m
Grau sugerido:
M6
Data da ascensão: de 29 de outubro a 2 de novembro de
2009

Gongga Noroeste, 6134m –
China


Os russos Mikhail Mikhailov e Alexander Ruchkin
escalaram por primeira vez esta montanha na província de Sichuan. Eles
escolheram um pilar de 1100 metros em terreno mixto.

Nome da
rota:
Carte Blanche
Desnível da rota: 1100m
Grau
sugerido:
6c em escalada clássica, escalada mixta, gelo 75 °
Data
da ascensão:
abril de 2009

Pico Pobeda, 7439m – Quirguistão

Os
russos Vitaly Gorelik e Gleb Sokolov abriram uma nova via da difícil
face norte do Pobeda, o mais alto do Tien Shan e considerado o mais
difícil dos Leopardos
das Neves
. A dupla demorou 7 dias escalando um difícil pilar de
2400m em estilo alpino. Sokolov (56 anos) e Gorelik (42 anos) são parte
da elite atual de alpinistas russos que escalou a oeste
do K2 em 2007
.

Nome da rota:
Sokolov/Gorelik
Desnível
da rota:
2400m
Grau sugerido: ED
Data da ascensão:
de 20 a 29 de agosto de 2009

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário