Prefeitura de Curitiba entrega bosque em homenagem ao montanhismo

0

Novo espaço também presta homenagem a Erwin Grogër


O prefeito Luciano Ducci entregou neste sábado (3) mais um bosque de preservação ambiental, que homenageia um dos precursores do montanhismo no Brasil, o professor Erwin Grogër. Durante a entrega, Luciano Ducci anunciou a construção da Casa do Montanhista, dentro do bosque Erwin Grogër.

“Grogër foi um pioneiro, não apenas do montanhismo. Junto com seus seguidores montanhistas, ajudou a preservar a Serra do Mar paranaense, que hoje é um dos trechos contínuos mais bem conservados de Floresta Atlântica. Merece ser homenageado. Ao mesmo tempo, a população tem um novo espaço para o lazer”, destacou o prefeito Luciano Ducci.

Com aproximadamente três mil metros quadrados, o novo bosque fica de frente para a rua Benedito Correia de Freitas, perto da Ópera de Arame. O terreno é bastante inclinado, com uma diferença de altura de 12 metros entre a rua e o ponto mais alto do terreno. Por isso, os arquitetos da Secretaria Municipal do Meio Ambiente elaboraram o projeto de forma a aproveitar o máximo da paisagem do terreno sem alterar o bosque, que apesar de relativamente pequeno, preserva importantes espécies vegetais nativas como canelas, guabirobas e canjeranas.

No meio do bosque, bancos e caminhos feitos com deques de madeira elevados evitam a formação de trilhas na terra, preservando o terreno de possíveis erosões, e de danos na vegetação. Os deques têm aproximadamente 1,50 a 2,00 metros de altura em relação ao ponto mais baixo do terreno. Na entrada, uma praça é marcada com o desenho da Rosa dos Ventos, uma referência ao esporte praticado pelo professor Grogër, o montanhismo. “É um grande presente para a cidade e para a memória do professor Erwin. O projeto está espetacular. Parabéns à Prefeitura pelo trabalho”, declarou o montanhista Nelson Luiz Penteado Alves.

O austríaco chegou a Curitiba aos 26 anos, e foi um dos precursores do montanhismo no Brasil. O engenheiro agrônomo introduziu técnicas de escalada no Pico do Marumbi, na Serra do Mar paranaense, onde o esporte surgiu no país. Grogër morava na Barreirinha e morreu em 2008, aos 96 anos.

Na implantação do bosque foram usadas algumas referências as origens do homenageado, como as cores da bandeira austríaca – vermelho e branco. Ao redor da Rosa dos Ventos, placas de pedras indicam as montanhas mais altas do Paraná – Pico Paraná -, do Brasil – Pico da Neblina -, e da Áustria – Monte Gross Glockner -, além do Pico do Marumbi.

Fonte: Bem Paraná

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário