Quatro deficientes colombianos fizeram cume no Aconcagua

0

Os andinistas perderam uma perna cada um devido à minas terrestres, a expedição foi em homenagem aos mortos em combate no conflito interno de seu país

Quatro militares colombianos que perderam uma de suas pernas devido às minas terrestres que existem em seu país conquistaram nesta última quinta-feira o cume do Aconcagua, a montanha mais alta da América, situada na Argentina.

Os quatro militares subiram acompanhados de um guia e a missão tinha como objetivo render uma homenagem aos efetivos que resultaram feridos ou morreram em combate devido ao conflito interno da Colômbia, segundo informou a agência de notícias DPA.

“Os montanhistas militares iniciaram seu treinamento há três anos, quando começaram a escalar diferentes cumes colombianos como a Sierra Nevada de Cocuy e o Cerro de Pan de Azúcar, graças ao apoio da Liga de Deficientes das Forças Militares”, informou um comunicado do governo colombiano.

Os militares tentaram a ascensão há um ano atrás, mas não conseguiram por condições climáticas, no marco de uma aventura que busca chamar a atenção sobre o esforço físico que pode fazer uma pessoa que perdeu algumas de suas extremidades.

A equipe de montanhistas é formada pelo coronel Gabriel Cardona, pelo cabo Juan Loaiza e pelos soldados Edgar Cardona e Bernardo Prieto.

Com 6.962 metros de altitude, o Aconcagua é a montanha mais alta do continente americano e está situada na província de Mendoza, Argentina.

Fonte: Télam

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário