Resgate em curso após tragédia no K2

0

Uma operação aérea estava sendo planejada no domingo para o resgate de vários alpinistas desaparecidos no K2, a segunda montanha mais alta do mundo, com 8.611 metros de altitude

Oito expedições foram afetadas na
sexta-feira, quando um grande bloco de gelo caiu da montanha, a uma altura de 8.211 metros, levando
um grande número de cordas fixas com ele e provocando uma avalanche.

Há controvérsias sobre o número
de mortos e de desaparecidos no acidente. Segundo Mohammed Akram, porta-voz do
Clube Alpino do Paquistão, pelo menos nove alpinistas – dois nepaleses, três
coreanos, um da Noruega, um da Sérvia, um da Irlanda e outro do Paquistão
tiveram as mortes confirmadas.

Um alpinista sueco que sobreviveu à tragédia teme que até onze alpinistas podem
ter morrido. Segundo ele declarou à uma rádio sueca de notícias, o acidente
deveu-se à “falta de conhecimentos sobre a montanha, e pessoas que não
respeitaram o tempo limite para retornar e invocaram a outros e não as suas
próprias competências.” Strang, o alpinista sueco, disse à edição on-line
do jornal de Estocolmo Aftonbladet que membros de sua expedição decidiram na
sexta-feira abortar seus esforços para atingir o pico, mas escutaram pelo rádio
que outras equipes estavam em grandes dificuldades lá em cima. Ele e outros
continuaram até a região do Gargalo de Garrafa para tentar descer o corpo de um
alpinista morto que Strang conhecia bem. Quando chegaram lá, encontraram vários
alpinistas esgotados e desidratados. “Muitos tinham congelamentos graves”,
disse Strang.

&nbsp,
Oficialmente, porém, meia dúzia
de alpinistas, incluindo dois austríacos, um francês e um holandês foram
declarados desaparecidos.
&nbsp,
A equipe sul-coreana perdeu cinco
integrantes, os coreanos Hwang Dong-jin, Park Gyeong-hyo e Kim Hyo-gyeong, além
de dois nepaleses. Após o acidente um membro nepalês ainda conseguiu descer
para o acampamento, mas voltou para ajudar o seu colega que estava sofrendo congelamentos.
No caminho de volta, os dois escorregaram e caíram em uma greta.

“O corpo do alpinista sérvio Dren Mandic foi encontrado perto do
acampamento e foi enterrado por três colegas alpinistas,” disse um
porta-voz da Nazir Sabir Expedition.

&nbsp,
A equipe holandesa da Norit K2 Expedition disse que seus
três membros Wilco van Rooijen, Cas van de Gevel e Pemba Sherpa conseguiram
atingir o Acampamento 2, a
menos de 7.000 metros,
no domingo à tarde.”Os membros da equipe irão descansar e beber muita
água”, dizia uma declaração postada no site da expedição. Dois deles estavam
sofrendo de congelamentos.

“O campo base do K2 está organizando um vôo acima dos flancos do K2 para
localizar qualquer alpinista desaparecido. O avião está a disposição, mas temos
de esperar que não haja nuvens”, disse o grupo no seu site.

Um helicóptero para o transporte de feridos está marcado para a manhã de segunda-feira.

Equipe do AltaMontanha, com informações da Reuters e Deutsche Presse Agentur.

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário