Resultado do Piolets d’Or 2019 é anunciado

0

Troféu em homenagem as principais escaladas do ano em 2018

O resultado da tradicional premiação Piolets d’Or que homenageia as significativas e inovadoras escaladas do último ano foi revelado. E nessa edição o Oscar das montanhas vai para três ascensões na região do Himalaia. São elas o Lunag Ri (6.895 m) realizada por David Lama em outubro, Luphgar Sar Oeste (7.157 m) escalada por Hansjörg Auer em julho e Latok I (7.145 metros) feita pelo trio Aleš Česen, Luka Straža e Tom Livingstone em agosto.

Essas três montanhas possuem cerca de 7 mil metros de altitude e exigem uma complexa e perigosa logística para serem escaladas. Feito que poucos se aventuram a fazer e menos pessoas ainda conseguem. Mas agora essas conquistas ficarão gravadas na história com a premiação do Piolets d’Or.

Na categoria Piolet d’Or Lifetime Achievement conhecido também como Prêmio Walter Bonatti que concede o prêmio a carreiras que inspiraram as gerações seguintes o homenageado desse ano foi o alpinista polonês Krzysztof Wielicki.

Infelizmente dois dos escaladores que fizeram essas ascensões não estão mais entre nós. David Lama e Hansjörg Auer faleceram após serem atingidos por uma avalanche em Alberta, Canadá em abril desse ano. Por esse motivo, as famílias receberão a homenagem no evento de premiação que ocorrerá em setembro.

Veja mais sobre as três escaladas vencedoras:

Lunag Ri

O Lunag Ri fica entre o Nepal e Tibete e teve o seu cume oeste conquistado pela primeira vez em 2018 por David Lama. O escalador austríaco fez quatro tentativas até conseguir esse feito.Em 2015, Conrad Anker e Lama chegaram bem próximo cume sudoeste, cerca de 300 metros abaixo do cume verdadeiro e não conseguiram ultrapassar esse ponto devido a dificuldade técnica envolvida.

David Lama no Lunag Ri

Em 2016, seu parceiro Anker sofreu um infarto nessa mesma montanha e precisou ser evacuado. Em 2018, Lama retornou sozinho para enfrentar esse desafio. Realizou a escalada em solo vencendo terrenos muito difíceis com muito gelo e neve e mais uma escalada técnica na parte superior. Lama fez dois bivaques na montanha e relatou que essaFoi uma escalada que ficou gravada em minha memória pela exposição, a dificuldade, o frio e a solidão, também pelo final bem-sucedido de um longo projeto pessoal”.

Luphgar Sar Oeste

Hansjörg Auer em escalada solo no Luphgar Sar Oeste

Apesar dessa ascensão não ser extremamente difícil, é considerada uma escalada ousada, comprometida e precária. Além disso, a descida é feita pelo mesmo percurso e se torna muito cansativa. Hansjörg Auer escalou a montanha em apenas dois dias. A principal dificuldade enfrentada por ele fora os terrenos mistos, quebradiços e uma crista muito exposta, estreita e cheia de cornijas. Essa montanha esta localizada na Cordilheira do Karakorum no Paquistão.

Latok I

Trio de escaladores no Latok I

Esta montanha só havia sido escalada uma única vez em 1979 por um grupo de escaladores japoneses. Em 2018, a equipe formada por Aleš Česen, Luka Straža e Tom Livingstone foi a segunda a estar nesse cume. Eles utilizaram uma rota que segue por alguns corredores do lado direito da montanha até os 6.400 metros, de lá precisaram vencer o cume Oeste a 6.700 metros. E então seguiram por encostas nevadas. O tempo não facilitou em nada, os três levaram cinco dias em meio a tempestades de neve para chegar ao cume.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário