Voluntário nas buscas por montanhista se perde e é resgatado

0

Homem ficou perdido na trilha próximo ao Pão de Ló. Ele passou as coordenadas do GPS para ser encontrado


Um homem de 40 anos que ajudava nas buscas por Denise Ciunek, desaparecida desde o dia 19 de agosto, se perdeu nas trilhas do Caminho do Itupava e precisou ser resgatado pelo Corpo de Bombeiros. O montanhista – considerado experiente, segundo os bombeiros – se perdeu em uma trilha próximo ao ponto conhecido como Pão de Ló, no domingo (29), e passou a noite no mato, com pouca alimentação e quase sem água. Ele é morador de Araucária, na região metropolitana e precisou passar por celular as coordenadas anotadas em seu aparelho de GPS para ser resgatado.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o Grupo de Operações de Socorro Tático (Gost) chegou a alertar o homem sobre o risco de prosseguir na trilha no fim da tarde, porque não haveria tempo suficiente para uma descida com luminosidade natural e segurança. Na segunda-feira (30), ele avisou os bombeiros pela manhã e foi resgatado por volta das 16 horas, quando voltou para a trilha e recebeu água e comida. O montanhista não tinha lesões e estava com um bom estado de saúde.

Os possíveis voluntários que desejem auxiliar nas buscas por Denise devem entrar em contato com o Corpo de Bombeiros para receberem orientação e coordenação.

Buscas continuam

As buscas por Denise Ciunek, de 38 anos, continuam nessa terça-feira (31). Os bombeiros seguem no Caminho do Itupava procurando pela montanhista nas trilhas secundárias. As trilhas principais do local já foram vasculhadas. Segundo o Major Edemilson de Barros, comandante do Corpo de Bombeiros no Litoral, como não há uma área delimitada de busca, a situação é bastante complexa.

Durante o fim de semana, novas evidências da passagem de Denise pelas trilhas não foram encontradas no caminho. Alguns objetos, como garrafa de água, boné e repelente, haviam sido encontrados durante a semana.

Desaparecimento

Apesar de ter saído para fazer a trilha no dia 19 de agosto, o Corpo de Bombeiros só foi acionado na última sexta-feira (27). Foi uma vizinha de Denise que desconfiou da demora da mulher em voltar para casa e avisou os bombeiros.

Essa vizinha forneceu a maioria das informações sobre a montanhista e poucas pessoas procuraram a corporação para colaborar com as buscas, contando detalhes sobre os planos de Denise na trilha.

Fonte: Gazeta do Povo

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário