Sobre o Autor

Avatar

Aventuras
Trilogia nos Andes bolivianos
Por

Enquanto os integrantes da expedição “suíça-alemã-austríaca” de Kobler & Partner lidavam com o pessoal pouco cooperativo da LAN Peru, além de serem obrigados a empreender uma visita involuntária da cidade de Lima, eu achava ter embarcado numa viagem ao fim dos tempos. A bordo de um ônibus da linha “Expreso Tupiza”, atravessava uma remota Bolívia, junto a algumas galinhas, por rodovias não asfaltadas. Como muitos guias de montanha, eu tinha um caminho bastante largo para chegar ao seu escritório…

Aventuras
Possíveis cumes
Por

O clima rigoroso do extremo sul da Patagônia transforma suas montanhas nevadas e agulhas imponentes, nos locais de escaladas mais difíceis de serem concretizadas. Isso para quem um dia ousar em algum cume pisar.

Aventuras
Kilimanjaro da idéia a realização – Parte 1
Por

Estou de volta para contar (em partes, como diria Jack) como foi colocar em prática a idéia de escalar a montanha mais alta da África e mais alta montanha isolada da terra: o Monte Kilimanjaro. Ele mesmo, o vulcão das neves eternas, imortalizado por Ernest Hemingway. Hoje, infelizmente, essas neves já não são tão eternas.

Aventuras
Carnaval de Clássicos no Baú
Por

Contrariando o refrão do sambinha de Dorival Caymmi, “Quem não gosta de samba bom sujeito não é. É ruim da cabeça ou doente do pé”, eu realmente não nasci para Carnaval e a cada ano que passa me programo para uma viagem, em que no mínimo não tenha que ouvir um pandeiro retumbar!

Aventuras
Urubici
Por

Mês de setembro prometia. Sete de setembro, menos de um mês e meio antes do feriado eu me encontrava no Caratuva em uma das noites mais frias que já tinha passado dentro de uma barraca. Jerry estava com a gente, e jogou a idéia de irmos pra Urubici no feriado de sete de setembro, e o Bold já teve a idéia de irmos de Kombi até lá.

Aventuras
Caratuva – Taipabuçu – PP (10-12/abril/1998)
Por

Meu amigo Elcio me convidou para irmos ao Ferraria, Taipabuçu e/ou Guaricana. Ele tinha planos de colocar um caderninho no Guaricana, bem como no Taipabuçu. Mas, na véspera da viagem para Terra Boa, nossos planos mudaram: soubemos que o Saraiva e talvez o Márcio Muniz iriam para o Guaricana já na quinta dia 9 ( Quinta-feira Santa ). Assim, decidimos que iríamos até o Ferraria, passando antes pelo Taipabuçu, via Caratuva, e também acertamos que iríamos com o meu carro até a fazenda do Pico do Paraná. E assim fizemos. Na reunião da SPM da quarta-feira anterior eu tinha convidado o Eger e o Gnomo para irem conosco. Eles aceitaram, só que ficou combinado que eles iriam já na quinta-feira dia 9 à noite, e de ônibus. Isto porque eu não queria lotar demais o escort, e se eles deixassem para ir na sexta-feira e de ônibus, então nós quatro não nos encontraríamos a tempo de fazermos o trajeto Caratuva-Taipabuçu-Ferraria.

1 2 3