Você foi feito para escalar - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
A escalada é instintiva!

Você foi feito para escalar

A educadora física e escaladora Debora Hashiguchi de São Paulo propõe que a escalada é uma atividade fundamental para o desenvolvimento humano desde o nascimento. Segundo Debora - que é especialista em treinamento desportivo - nascemos com uma habilidade natural para escalar. No entanto "esquecemos" pois erroneamente acreditamos que a atividade não se encaixa na vida moderna. Ela ainda vai mais longe citando a escalada no combate à doenças como Alzheimer e também para evitar o sedentarismo e depressão.

Fonte: Redação

Por Debora Hashiguchi

O corpo humano é um sistema bastante complexo, vários órgãos e membros, abundantes articulações com diferentes graus de liberdade e muitas combinações para tudo isso. Você já parou para pensar como é que aprendemos a organizar e utilizar nosso corpo e todos os recursos que ele oferece? Já se perguntou se o está fazendo da melhor forma? Ou o que poderia fazer para envelhecer de forma mais saudável? Você foi feito para escalar, subir é uma atividade natural do ser humano, praticada desde o nascimento e, pelo menos, durante o desenvolvimento dos seus primeiros anos de vida.

Os primeiros movimentos de um recém nascido são reflexos, involuntários, fonte de informação sobre a saúde neuromotora, e seu estímulo desencadeia o desenvolvimento dos movimentos voluntários. Ao nascer as mãos já são utilizadas para agarrar tudo o que tocam, nesta fase o recém nascido escala involuntariamente. Quando colocamos um brinquedo pendurado em cima de um berço o bebê aprende a controlar os movimentos dos braços e das mãos, uma ferramenta multifuncional do corpo humano, e a partir deste controle tudo o que fazemos é escalar voluntariamente. O bebê aprende a se sentar utilizando as mãos para se agarrar, puxar e empurrar “coisas”, coordenando os movimentos dos braços e das mãos e fortalecendo a musculatura para sustentação do corpo na posição vertical. Ao engatinhar aprende a coordenar os movimentos das pernas e braços juntos, prática fundamental na escalada; para ficar em pé escala, literalmente, as grades do berço e os móveis da casa. Toda criança, gosta de escalar árvores e muros, nos parques gosta de brinquedos onde possa agarrar e subir, agarrar e balançar, agarrar e deslizar, toda criança tem uma tendência natural em agarrar e subir “coisas”, o desafio de subir “grandes” alturas é visto como um convite para uma divertida brincadeira. Pode-se dizer que a escalada faz parte do desenvolvimento humano, uma vez que utilizamos esta técnica desde que nascemos.

Correr, saltar, chutar, arremessar entre outras, o bom desenvolvimento destas habilidades são totalmente dependentes do desenvolvimento do esquema corporal (comportamento do corpo), consciência corporal (conhecimento do corpo) e controle corporal (uso consciente do corpo) e a escalada, atividade mais básica e mais praticada pelo ser humano nesta fase, trabalha todos estes aspectos e muito mais. Então, com todos os benefícios da atividade, porque não continuar a escalar?

Quem observa uma criança se divertindo em um parque infantil é testemunha de sua alegria ao escalar os brinquedos. O que é tão divertido? O que é tão bom? Talvez hoje não seja tão óbvio, mas estas são pequenas conquistas da auto-estima na superação de limites, é isso que nos faz feliz, saber que você pode, que você consegue. O ser humano procura por superações por toda a vida, mas muitas vezes não sabe onde ou como encontra-las. Quanto maior sua habilidade na escalada, maior suas chances de sucesso em outras tarefas e empreitadas, menor chance de decepções. A escalada trabalha todas as capacidades físicas: resistência, força, velocidade, agilidade, flexibilidade, equilíbrio e coordenação motora, mais que um esporte é uma atividade física e como qualquer atividade física combate os maiores vilões do século como o sedentarismo, depressão e doenças crônico degenerativas.

Além do aspecto motor, a capacidade cognitiva também é bastante exigida na escalada, você tem que se concentrar no que vai fazer, lida com constantes desafios, está sempre calculando a resolução de seus “problemas” e utiliza o raciocínio lógico para otimizar sua movimentação, estes desafios cognitivos de concentração e memória contribuem para a prevenção e minimiza efeitos de doenças degenerativas como o Alzheimer.

Se todos estes benefícios ainda não são motivos suficientes para você iniciar a prática da escalada podemos ainda citar seus benefícios sociais: o controle da ansiedade é uma exigência constante, a superação de seus limites, traz mais autoconfiança, portanto, mais felicidade para o ser humano, você é um “superador” e um conquistador. Em um ambiente de escaladores você encontra muitas tribos diferentes com diferentes personalidades, mas nunca vai encontrar pessoas estressadas, mal humoradas, deprimidas ou com qualquer aspecto negativo, o ambiente de escalada é alegre, descontraído, as pessoas se apóiam, cooperam, se ajudam, torcem umas pelas outras, convivem muito bem. Quando você está escalando está sempre na companhia de alguém em quem tem que confiar e com quem tem que cooperar, muitas vezes está em contato com a natureza aprendendo a conviver com ela, respeitando-a, trabalhando a integração de mínimo impacto com outros e com ambientes naturais.

A escalada é um esporte completo: físico, social e psicológico. Hoje em dia, infelizmente, os mitos e lendas sobre os “perigos” da escalada faz muitos abandonarem esta prática já na fase da adolescência e o desenvolvimento desta atividade regride e se estabiliza. O ser humano se dá por satisfeito e não chega a se aproveitar dos maiores benefícios deste desenvolvimento e nem ver a beleza do que está acima de sua própria cabeça. Porque parar por aí? O desenvolvimento acaba sendo subaproveitado e muitos dos seus benefícios não sendo alcançados. Nos dias de hoje, onde as responsabilidades profissionais estão cada vez mais presentes nas 24hs da vida das pessoas, a escalada é atividade essencial para o desenvolvimento de suas potencialidades.

Existem muitas modalidades diferentes de escalada, qualquer pessoa, de qualquer cultura e com qualquer classe social pode encontrar no universo da escalada uma que se encaixe no seu perfil, que lhe proporcione maior prazer, que a faça mais forte, enfim que desenvolva todas as suas potencialidades para uma vida mais autoconfiante, com maiores conquistas, mais saudável. Como dizem os escaladores: “Kmon”, vamos escalar, vamos ser felizes.

Debora hashiguchi, formada em Educação Física (1997), especialista em Treinamento Desportivo (2006) e escaladora desde 2003
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade