Victor Carvalho voou ontem pra Europa rumo ao Pico Lenin, de 7134m. - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Brasileiro no Leopardo das Neves

Victor Carvalho voou ontem pra Europa rumo ao Pico Lenin, de 7134m.

Victor Carvalho já é conhecido nosso aqui no AltaMontanha. Nos últimos anos acumulou experiência em escalada em rocha no Brasil, na Patagônia, passou por uma tentativa no Aconcágua, e agora parte para o que deverá ser, indubitavelmente, o maior desafio de sua vida em montanha até então, o Pico Lenin, de 7.134 metros de altitude. Mesmo sendo a montanha mais acessível e de rota normal mais simples de todos os Leopardos das Neves, é uma grande montanha e muito pode acontecer.

Fonte: Redação

Outra experiência que Victor teve foi o desagradável incêndio ocorrido na base brasileira na Antártida. Foi o montanhista escolhido pelo CAP (Clube Alpino Paulista) que há 30 anos mantêm convênio com o Programa Antártico brasileiro, prestando diversos serviços aos pesquisadores. Ele esteve na fatídica noite em que boa parte da estrutura da Estação Comandante Ferraz foi consumida por chamas, matando dois militares e destruindo boa parte da estação, no início de 2012.
 
 
Vamos acompanhar a tentativa do Vitão, por hora, deixamos seu recado para o pessoal ficar na torcida por ele:
 
Victor escreve:
 
A idéia da expedição surgiu em 2012, quando decidi inovar minhas viagens quanto ao continente, fugindo do eixo da América do Sul, ao mesmo tempo em que experimentava uma montanha de altitude acima dos sete mil metros.
 
Outro ponto determinante para a escolha do Pico Lenin foi sua posição geográfica, o que me possibilitaria uma viagem para um local pouco conhecido e pouco explorado por sul-americanos. Creio que até hoje, somente dois brasileiros visitaram o local.
 
Com isso comecei a arquitetar a viagem, começando por uma extensa pesquisa na internet, culminando com a compra das passagens aéreas São Paulo-Istambul-Osh, que é a cidade-base para quem deseja fazer esta montanha.
 
Outro empecilho foi a obtenção do visto, que será obtido no consulado geral do Quirguistão em Istambul. Por fim, após a obtenção do conhecimento sobre a rota desejada (Kovalev, 1954, 5A na graduação russa) acabei recebendo a notícia que meu parceiro de viagem não poderia mais ir e com isso tive que recalcular a expedição para uma viagem solo, o que representa uma inovação perante os brasileiros.
 
A expedição na montanha começará em si no dia 03 de julho com meu deslocamento ao Acampamento base do Pico Lenin e seguirá até o dia 23 de julho quando devo retornar à Osh e iniciar meu retorno ao Brasil. O cume deverá ser tentado entre os dias 14 e 20 de julho, o que fará da minha ascensão uma das primeiras da temporada.
 
Serão ao todo 4 acampamentos avançados, sendo o último à 6.400m, com pelo menos um trecho de pendente de 45º (Dia de cume) e um outro dia com travessia de glaciares (C1 -> C2). 
 
A escalada será quase inteiramente em terreno recoberto de neve, tendo como agravantes naturais a grande quantidade de avalanches no local e grande concentração de neve na trilha, que para muitos se torna um impeditivo para a escalada.
 
Sinceramente espero que possa alcançar o cume do Pik Lenin, que deverá ser feito sem o auxílio de guias locais e sem o auxílio de garrafas de oxigênio.”
 
Boa sorte Vitão!
 
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade