Chuva atrasa entrega das obras na Estrada da Graciosa - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Atraso!

Chuva atrasa entrega das obras na Estrada da Graciosa

Queda de barreira interditou rodovia que liga Curitiba ao litoral do Paraná. Novo prazo para liberação de meia pista é 15 de junho deste ano.

Fonte: G1

As obras da recuperação da rodovia PR-410, conhecida como Estrada da Graciosa, levarão mais alguns dias para serem entregues. O prazo para a liberação de meia pista do trecho, que está bloqueado desde março deste ano devido a uma queda de barreira, era até junho. Agora, de acordo com o Departamento de Estradas e Rodagem do Paraná (DER), a liberação parcial deve ocorrer até 15 de junho. O atraso, segundo o DER, está relacionado a chuva que caiu na região, inviabilizando parte dos trabalhos. O trânsito na Estrada da Graciosa deve ser completamente liberado no segundo semestre - isso se não chover.
 
A estrada foi a primeira ligação entre o litoral paranaense e Curitiba. Construída ainda no período do Império, a rodovia ainda mantém características antigas, como a pavimentação em paralelepípedos. Além do valor histórico, o local é um ponto turístico do litoral, devido às cachoeiras e aos mirantes, de onde é possível ver o mar.
 
A interdição atingiu diretamente comerciantes e pequenos empresários da região e das cidades litorâneas. Sem a movimentação de turistas, muitos viram as venda caírem significativamente. O Governo do Paraná chegou a criar um pacote de medidas para auxiliar estes comerciantes como facilidade para contratação de linhas de crédito, cursos de capacitação profissional e ainda festivais gastronômico, de artesanato e eventos esportivos.
 
O DER enfatiza que os moradores e comerciantes da região foram avisados que as obras iriam atrasar. Uma audiência pública, realizada em 7 de abril, o Departamento informou a população que o trecho estaria liberado em 60 dias. A partir de segunda-feira (9), será finalizada a instalação de mais 18 vigas, que permitirão a colocação das lajotas e a concretagem da ponte.
 

Publicidade:


Publicidade

Publicidade