Balanço Jantar 2017

0

Devemos a Você o sucesso deste Jantar.

Apesar da inesperada e a NÃO prevista alteração do salão onde eram servidos todos os jantares anteriores. Fomos alijados para o “porão” mas deu para cumprir o convite  de sua existência. E cada comensal recebia ao adentrar, uma belo cartaz mostrando em croquis as montanhas da região do  Pico do Paraná e uma “bolacha” suporte para copo de bebidas, e ainda, uma réplica de gravata borboleta,  produtos  de  inspiração coletiva para homenagear ao Vitamina, e com a  execução do  Hilton Benke, desenhos do Farofa e gravatas elaboradas por sua esposa a artista Neida. O convite foi inicialmente idealização do GedaldoBarfknecht e concluída pela arquiteta Isabela (filha do Fiori).
Foi um sucesso a festa  pelos 13 anos do Refúgio 5.13, porta de entrada para o Anhangava. Fique atento para  15 de julho,  09H00, repeteco da homenagem ao Reinhard  Maack,  no Bosque Municipal, na Vila Hauer e que ostenta seu nome. Ratificamos o propósito lhe lembrar que no  09 agosto, aniversário do Erwin Groger (Professor) e visitarmos particularmente, seu Bosque, atrás da Opera de Arame.
Continuam as tratativas governamentais, para a concessão dos Parques à iniciativa privada, evitar incoerências como Vila Velha e Lapa.
Face a recessão econômica, não se buscou brindes nas lojas especializadas, para sorteio no nosso jantar, contudo, o notável escalador Edmilson Padilha (Ed) dono da Conquista, fez questão de colaborar com os  prêmios sorteado pela dupla ANA PAULA WANKE e ROSSANA REIS, apesar de superposição de números.
No anúncio destacando os trabalhos na coordenação do “itupavano” Ivan P.Andrade  na limpeza das margens da ferrovia Marumbí-Porto de Cima, esquecemos de mencionar que  é projeto executado pelo  Grupo de Defesa Ambiental, presidido pelo militar AngelinCangnano.
Foi recém eleito para presidir o Club e Paranaense de Escaladas, Robinson Taylor  Ekstein ( filho do lendário  OTTO da Estação Marumbí) e como Vice, o Julio Nogueira, dono do Baitacão no acesso ao Anhangava. Integram ,ainda, na novél gestão: Rodrigo Schlogt  na qualidade de Secretário; Waldemar Nicklewicz como Diretor Escaladas no Gelo; Marcio Hoepers, diretor Escaladas em Rocha; Rogerio Spisla, eterno tesoureiro; José C. Lorenzatto, responsavel pelo setor de caminhadas e Fabiana Martins  pelo Meio Ambiente.  Programação e Cursos de Escalada, consulte os sites www.cpm.org.br  ou https://www.faceboock.com/ClubeParanaenseDeMontanhismo”.
E  para concluir, aos amantes das caminhadas ao deredor de Curitiba (municipios) acessem a EMATER responsável no Paraná pela consecução do projeto internacional     ANDE BRASIL.    Busque     no www.emater.pr.gov.br/conteudo/contiudo.php?conteudo=297”
E aproveitar, para o  convidar assistir  na quarta-feira, dia 12, na sede do CPM,  20H00 palestra do Vitamina alusiva exclusivamente à conquista do Pico do Paraná ,e no sábado (dia 15) as 9H00 o repeteco do tema, que acontecerá no bosque Reinhard  Maack  (Vila Hauer).
Obrigado!
Compartilhar

Sobre o autor

Vitamina - Colunista

VITAMINA – Henrique Paulo Schmidlin Como outros jovens da geração alemã de Curitiba dos anos de 1940, Henrique Paulo foi conhecer o Marumbi, escalou, e voltou uma, duas, muitas vezes. Tornou-se um dos mais completos escaladores das montanhas paranaenses. Alinhou-se entre os melhores escaladores de rocha de sua época e participou da abertura de vias que se tornaram clássicas, como a Passagem Oeste do Abrolhos e a Fenda Y, a primeira grande parede da face norte da Esfinge, cuja dificuldade técnica é respeitada ainda hoje, mesmo com emprego de modernos equipamentos. É dono de imenso currículo de primeiras chegadas em montanhas de nossas serras. De espírito inventivo, desenvolveu ferramentas, mochilas, sacos de dormir. Confeccionou suas próprias roupas para varar mata fechada, em lona grossa e forte, cheia de bolsos estratégicos para bússola, cadernetas, etc. Criou e incentivou várias modalidades esportivas serranas, destacando-se as provas Corrida Marumbi Morretes, Marumbi Orienteering, Corridas de Caiaques e Botes no Nhundiaquara, entre outras. Pratica vôo livre, paraglider. É uma fonte de referências. Aventureiro inveterado, viaja sempre com um caderninho na mão, onde anota e faz croquis detalhados. Documenta suas viagens e depois as encaderna meticulosamente. Dentro da tradição marumbinista foi batizado por Vitamina, por estar sempre roendo cenoura e outros energéticos naturais. É dono de grande resistência física e grande companheiro de aventuras serranas. Henrique Paulo Schmidlin nasceu em 7 de outubro de 1930, é advogado e por mais de uma década foi Curador do Patrimônio Natural do Paraná. Pela soma de sua biografia e personalidade, fundiu-se ao cargo, tornando-se ele próprio patrimônio do Estado, que lhe concedeu o título de Cidadão Benemérito do Paraná.

Comments are closed.