Crítica do Filme “Queen of the Desert” (Werner Herzog, 2015) por Jorge Soto

0

Fora o trabalho e quando não estou trilhando por ai, meu segundo hobby é assistir filmes, muitos filmes. A formação em comunicação me fez tomar pelo gosto da “Sétima Arte” e sempre que tenho tempo busco me informar de lançamentos, produções alternativas e, claro, filmes outdoor. Eis aqui uma sugestão pra assistir quando estiver á toa ou quando o mau tempo impossibilitar a prática do seu esporte preferido. Ambas as dicas facilmente baixáveis na rede.

Queen of the Desert” (Werner Herzog, 2015) é um drama biográfico que narra a vida da exploradora e arqueóloga britânica Gertrude Bell, cujas andanças no deserto deram grande contribuição na definição geopolítica do que atualmente conhecemos como Oriente Médio. Bem, particularmente achei o filme mais fraco do diretor (dos ótimos “Homem Urso” e “Caverna dos Sonhos Perdidos”) por desperdiçar uma puta biografia e limitá-la a um simplório romance do naipe de “Sabrina”, com interpretações fracas de todo elenco principal. Mas nem tudo esta perdido, pois a produção serve como introdução á história dessa muié retada, além das paisagens de cair queixo do deserto do Saara. PS: outra recente biografia desperdiçada foi a do filme “Amelia” (Mira Nair, 2010), sobre a primeira mulher aviadora a cruzar o Atlântico. Ambos filmes são facilmente baixáveis na net.

Compartilhar

Sobre o autor

Jorge Soto - Colunista

Jorge Soto é mochileiro, trilheiro e montanhista desde 1993. Natural de Santiago, Chile, reside atualmente em São Paulo. Designer e ilustrador por profissão, ele adora trilhar por lugares inusitados bem próximos da urbe e disponibilizar as informações á comunidade outdoor.

Comments are closed.