Dor de garganta impede Fernanda Maciel de quebrar recorde no Aconcagua

0

Corredora de montanhas brasileira fez tentativa de bater o recorde de velocidade feminino de ascensão ao Aconcagua, no entanto, uma dor de garganta impediu que ela realizasse o feito.

Uma dor de garganta acabou com o sonho da corredora Fernanda Maciel em bater o recorde de velocidade da ascensão no Aconcagua, a montanha mais alta dos Andes localizada em Mendoza, Argentina.

Fernanda correu de Horcones, na entrada do parque, até o acampamento Berlin, localizado a 6 mil metros de altitude, onde a dor de garganta se tornou insuportável. A corredora desceu até Plaza de Mulas e devido seu estado de saúde, acabou sendo evacuada do parque em helicóptero.

A atleta está bem, no entanto, devido a seu problema, ela dificilmente conseguirá fazer uma nova tentativa nesta temporada.

Recentemente, o corredor de montanha espanhol Kilian Jornet bateu o recorde de velocidade na montanha. Fernando tentava fazer o melhor tempo feminino. Em fevereiro, o espanhol radicado na argentina, Arkaitz Ibarra tentará bater o feito de Jornet. Ibarra estabeleceu um tempo incrível no Cerro Mercedario, de 6770 metros, localizado ao Norte do Aconcagua, na mesma região geográfica.

Fernanda relatou sua tentativa em sua comunidade do Facebook. Confira na íntegra abaixo:

"As pedras que hoje atrapalham sua caminhada amanhã enfeitarão sua estrada."
As estrelas caindo pelo céu, o cheiro de alta montanha, o silêncio junto ao vento forte, tanta água, neve e a beleza da montanha justo ali… Foi lindo correr pela madrugada e dia de ontem! Cheguei aos 6.000m com muita performance (7-8h) porém muito debilitada pelas dores no pulmão e garganta por causa dos -20 graus e do vento de 55km/h! Já vinha com a garganta inflamada desde a última expedição! Alta montanha é desgastante demais! Mas ontem era o dia de tentar pelas melhores condições climáticas! Assim foi e dei TUDO!

A equipe médica me examinou quando desci ao Campo Base I (4.300m) e disseram que teriam que me evacuar por helicóptero devido aos meus sintomas e que ficando ali pioraria minha saúde (edema pulmonar), porém ao ser evacuada não poderia voltar a tentar o record nesta temporada (segundo a médica e o chefe dos Guarda Parques que estava ao seu lado)! Fiquei TRISTE demais, queria nova oportunidade em dois dias, mas minha saúde é tudo que tenho de maior valor e sofri demais ontem! Hoje já me encontro bem, estou em Penitentes, vila aos 2600m! Não cheguei ao CUME, mas estou muito mais evoluída com este grande aprendizado do Aconcagua… Alcancei vários cumes! Meu SONHO segue, não foi ontem, mas será no futuro próximo! Nunca podemos parar de sonhar! Isto é pura VIDA! Hoje estou muito mais FELIZ, FORTE e MOTIVADA depois desta incrível experiência! Sigo com muita fé! Logo compartilharei os videos do WFAconcagua, vocês irão amar! HOJE é meu niver/cumple e temos que comemorar! Saúde!!!!! Vida!!!!! Amor!!!!! Obrigada Aconcagua, Deus e a TODOS vocês por me apoiarem! Obrigada aos meus amigos aqui Depa Runner, Gui Padua, Osky Tello, Ale Garcia, Rubén, Beatriz, Stefania, Grajales, Ale Refugio Ski Montaña, Tendi Sherpa! Mãe, pai, Kadu e Thiago!

Compartilhar

Sobre o autor

Redação - AM

Texto publicado pela própria redação do Portal.

Deixe seu comentário