Fernanda Maciel divulga vídeo da travessia Petrópolis x Teresópolis em menos de 4 horas.

0

A ultramaratonista Fernanda Maciel divulgou o vídeo da sua corrida pela famosa travessia Petrópolis x Teresópolis. Ela fez todo o percurso na Serra dos Orgãos em apenas 3h41 no inicio desse ano. Ela é atleta de alta performance e esta sempre em busca de novos desafios.

Ela iniciou o trajeto as cinco horas da manhã e logo no início torceu o pé, mas decidiu continuar. “Essa travessia tem tantas montanhas, é um percurso super técnico e isso me desafia muito. É o que eu mais gosto”, revelou a atleta. A travessia possui cerca de 30km de distância e mais de 2.000m de desnível positivo. “Correr e escalar fora da minha zona de conforto fez muita diferença para a minha evolução”, afirmou ao site da Red Bull na época da corrida.

Fernanda durante a travessia

No final da travessia, Fernanda, ainda escalou o icônico Dedo de Deus pela via Maria Cebola, uma clássica da escalada brasileira. A linha que ela escolheu para chegar ao cume do monólito possui nove enfiadas e esta graduada em sexto grau.

Fernanda nasceu em Minas Gerais, possui 39 anos e pratica esportes desde a infância. Ela faz Corridas de Aventura, Triathlon, maratonas e montanhas e também outras atividades com snowboard, downhill e escalada.

Ela é considerada a primeira mulher a correr o Caminho de Santiago de Compostela, completando o percurso de860km em apenas 10 dias e também conquistou o prêmio de primeiro lugar na Ultra Trail Mont Fuji com 169km.

Outro grande feito da atleta foi subir e descer o Aconcágua em menos de 24 horas.  E e em abril desse ano ela subiu e desceu o Monte Elbrus em apenas 7h40 minutos. Ambas montanhas fazem parte do projeto 7 Cumes.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário