Moeses Fiamoncini faz cume no Nanga Parbat

0

Moeses Fiamoncini leva a bandeira brasileira a mais um 8mil.

Montanhista paranaense se tornou o primeiro brasileiro a fazer cume nesta enigmática montanha paquistanesa. Com 8125 metros de altitude, o Nanga Parbat é a nona montanha mais alta do mundo. Localizada na Caxemira do Paquistão, uma região de conflito com a Índia, é uma das montanhas mais difíceis do mundo.

Nanga Parbat a nona montanha mais alta do mundo.

Conquistada em 1953 por uma expedição austríaca liderada por Herman Buhl, que fez cume sem oxigênio, a montanha é conhecida por ter uma das maiores paredes do mundo, a face Rupal, com 4500 metros de altura. Esta parede foi escalada pela primeira vez em 1970 por Reinhold Messner e seu irmão Günther, que faleceu na descida.

Ainda não temos notícias sobre qual foi a rota utilizada por Fiamoncini na ascensão. Moeses faz parte da equipe do montanhista espanhol Sergi Mingote, com quem esteve no Everest na pré monção.

Com a ascensão a expectativa é que Moeses Fiamoncini chegue melhor aclimatado para seu próximo objetivo: Escalar o K2!

Uma carreira meteórica

Moeses e Juan Pablo Mohr no ponto mais alto do planeta.

Moeses viveu os últimos anos na Europa, onde teve uma empresa de pinturas em Portugal. Após o sucesso como empresário, ele decidiu seguir seu sonho de escalar mundo afora. Com a experiência em ter escalado bastante nos Alpes, ele ganhou notoriedade no Brasil por ter sido o primeiro brasileiro a atingir o cume no Manaslu em 2018 numa temporada onde teve recorde de cumes tupiniquins, com Bernardo Fonseca, Claudia Bento e Pedro Hauck também atingindo o topo.

Moeses escalando o Everest.

Este ano ele tentou escalar o Lhotse e chegou no cume do Everest junto com o chileno Juan Pablo Mohr. Com o Nanga Parbat, Moeses chega a seu terceiro oito mil, se igualando a Irivan Burda. Fiamoncini diz que irá tentar escalar todos os 14 oito mil. O brasileiro que mais escalou montanhas acima de 8 mil metros é o paranaense Waldemar Niclevicz com sete.

Fiamoncini terá a chance de escalar sua quarta montanha de oito mil metros com o K2 que nesta temporada terá um recorde de brasileiros tentando cume. Maximo Kausch e Karina Oliani já estão lá fazendo aclimatação. O AltaMontanha está acompanhando esta expedição, publicando o dia a dia da escalada no especial “Acompanhamento da Expedição ao cume do K2”.

:: Veja mais: Participação de Moeses Fiamoncini no programa Roda de Montanha.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário