Reinhold Messner - AltaMontanha.com - Portal de Montanhismo, Escalada e Aventuras
Personalidade

Reinhold Messner


Categoria: Personalidades

Messner é uma figura polêmica do cenário do montanhismo mundial. Suas declarações muitas vezes são polêmicas e as histórias que ele conta beiram o limite do fantástico e do real. Polêmicas à parte, seus feitos o tornam uma lenda viva das grandes montanhas.

Seu currículo é extenso, começando com a conquista de novas rotas e escaladas solo das mais escabrosas paredes dos Alpes, e passa por ser o primeiro homem a escalar solo, sem equipe de apoio alguma, uma montanha com mais de 8000m, o primeiro a escalar o Everest sem oxigênio suplementar e o primeiro a escalar todas montanhas com mais de 8000m.

Messner narrou a escalada de cada um dos 14 picos com mais de 8000m da terra, todos no Himalaia. Alguns ele escalou mais de uma vez e também conquistou novas rotas.

Em suas narrativas, ele aborda diversos aspectos relacionados à escalada. Sua cabeça, seus medos, a morte, experiências e sensações, momentos de loucura e demência, momentos de muita sorte e de muito azar. Messner também acaba por abordar a questão do dinheiro, das expedições, do patrocínio e da venda da própria imagem.

Este é um convite a todos para saberem um pouco mais sobre as mais altas montanhas do mundo e sobre os montanhistas. É um convite que se estende à reflexão como ser humano e sobre nosso meio de vida. Aos escaladores de rocha, entender um pouco melhor do que no fundo é o berço desse nosso esporte.

"Eu nunca pus uma chapeleta (bolt) em toda a minha vida e nunca irei pôr uma proteção fixa numa rocha. Se eu não puder escalar sem uma destas proteções, eu não escalo. Nunca usei garrafas de oxigênio. Se eu não puder escalar sem oxigênio extra eu não escalo mais alto. Isso não é uma decisão difícil.

E eu nunca irei carregar um telefone celular comigo. Se eu carregar um aparelho destes, significaria destruir aquele sentimento de estar isolado e exposto que eu sempre procuro nas montanhas.

Estas são apenas as minhas regras. Agora que estou ficando mais velho eu apenas sonho em escalar montanhas menores,ou esquiar em áreas como a Antártica ou em áreas desérticas.

Eu sempre tento fazer esse tipo de coisa sem ajuda de fora. Depois de uma vida de nômade político eu irei passar pelo menos meio ano no meio da selva com apenas uma mochila - e ninguém saberá onde eu estarei indo."
- Reinhold Messner

BIOGRAFIA DO MESSNER:

Montanhista mais famoso no mundo, Reinhold Messner tem escalado desde que tinha cinco anos de idade. Nasceu no dia 17 de Setembro do 1944 em Bressanone/Brixen na Provincia de Bolzano/Bozen, Região Alto Adige/Süd Tirol no Estado da Italia.

Com 20 anos de idade, tinha escalado a maioria das rotas as mais duras no Dolomites e nos Alpes ocidentais junto com seu irmão Gunter e tinha se Iniciado em formular sua dedicação e filosofia em escalar com pouco peso em limpo estilo alpino. Gunter foi morto mais tarde por uma avalanche em Nanga Parbat durante sua primeira expedição ao Himalaia.

Depois que realizou a primeira escalada sem oxigênio do Everest, fez as ascensões em solo do Nanga Parbat e do Everest, tornando-se posteriormente o primeiro o primeiro homem a escalar todos os cumes com mais de oito mil e terminando os "sete cumes" como a terceira pessoa no mundo, ele se tornou uma lenda viva entre os montanhistas.

"Desde 1978 minhas escaladas do Everest sem oxigênio e Nanga Parbat são insuperáveis." Messner mesmo considera a travessia entre Gasherbrum I e II com Hans Kammerlander em 1984 - ser sua realização suprema no Himalaia.

Em 1975 ele e Peter Habeler fizeram uma indicação que iriam atacar uma montanha de 8.000m nas mesmas maneiras que feitas no Alpes. Após suceder em Gasherbrum I, sua escalada foi considerada como a introdução "da escalada em estilo alpino".

Algo a recordar sobre as escaladas de Messner que realmente fora o ponto alto para suas potencialidades e que ate hoje somente ele seria a pessoa para ter escalado a face extremamente perigosa de Rupal do Nanga Parbat e provavelmente a única pessoa que sempre verdadeiramente escalaria o Everest sozinho. A montanha esta aglomerada hoje e se alguém reivindicar a escalar "solo", significa que este seria feito sem ajuda de outra pessoa do acampamento ao cume. Também fez Messner sua escalada durante a estação do após monção, algo nunca feita antes.

Messner tem parado de escalar e tem dito hoje que nunca outra vez retornaria as montanhas elevadas, mas em 1996 mostrou-se acima do acampamento baixo abaixo de Gasherbrum I, parou para olhar ao redor quando viu a multidão no acampamento base. Admite realmente jogar com a opinião para mais uma vez voltar mas se isto ira acontecer somente o futuro poderá mostrar.

Messer não tem nenhuma intenção de estabelecer-se em um ambiente livre de risco em seu castelo Juval nos Alpes italianos, onde durante recentes anos onde foi tornado totalmente com expedições polares de pouco peso. Em 1990 era primeiro outra vez, agora cruzando o continente antártico a pé. Mais tarde era hora para o Ártico, entretanto a expedição era mal sucedida, mas uma segunda tentativa estava em sua mente...

Messner também e uma das poucas pessoas ocidentais que reivindicam ter visto o Yeti. De acordo com ele, foi avistado por duas vezes, a segunda vez durante sua última expedição ao Karakorum, esta vez com retratos como a prova! São publicados em seu livro mais recente, liberado em 1999.

A memória de Reinhold Messner como um montanhista superior e um verdadeiro herói da escalada continua inspirando gerações de montanhistas no século 21.

PRINCIPAIS ESCALADAS E EXPEDIÇÕES

1950 - 64 - Over 500 climbs in the eastern Alps, mainly in the Dolomites
1965 - Ortler North Face (Direttissima, 1st ascent)
1966 - Yerupaja
1966 - Yerupaja Chico (first ascent)
1966 - Walker Spur, Grandes Jorasses
1966 - Rocchetta Alta di Bosconero North Face
1967 - Civetta Northwest Face ("Weg der Freunde", first ascent)
1967 - Agnér North Edge (first winter ascent)
1967 - Furchetta North Face (first winter ascent)
1967 - Agnér Northeast Face (first ascent)
1968 - Agnér North Face (first winter ascent)
1968 - Eiger North Pillar (first ascent)
1968 - Marmolata South Face (first ascent)
1969 - Droites North Face (solo)
1969 - Marmolata di Rocca South Face (solo)
1969 - Civetta ("Philipp Flamm", solo)
1970 - Nanga Parbat (8125m, Rupal face, first ascent)
1971 - Expeditions to Nepal, Pakistan, Persia, East Africa, New Guinea
1972 - Manaslu (8156m, South Face)
1972 - Noshaq (7492m, in Hindu Kush)
1973 - Pelmo Northwest Face (first ascent)
1973 - Marmolata West Pillar (first ascent)
1973 - Furchetta West Face (first ascent)
1974 - Eiger north face (in 10 hours)
1974 - Aconcagua (6959m, South face, first ascent)
1975 - Gasherbrum I Northwest Face (first alpine style ascent above 8000m)
1976 - McKinley (6193m)
1976 - "Wall of the Midnight Sun" (first ascent)
1977 - Dhaulagiri (8167m, failed)
1978 - Mount Everest (8850m, first ascent without supplemental oxygen)
1978 - Nanga Parbat (8125m, Damir face, first solo ascent of an 8000m peak)
1978 - Kilimanjaro (5963m, Breach Wall, first ascent)
1979 - K2 (8611m, first ascent in alpine style)
1979 - Ama Dablam (rescue operation)
1980 - Mount Everest north side (8850m, first and only true solo ascent)
1981 - Shisha Pangma (8012m)
1981 - Chamlang North Face of the central summit (7317m, first ascent)
1982 - Kangchenjunga north face (8598m, first ascent)
1982 - Gasherbrum II (8035m)
1982 - Broad Peak(8048m)
1982 - Cho Oyo (8222m, attempt in winter)
1983 - Cho Oyo (8222m, alpine style)
1984 - Gasherbrum I and II (first traverse between 8000m mountains)
1985 - Annapurna Northwest Face (8091m, first ascent)
1985 - Dhaulagiri Northeast Edge (8167m, alpine style)
1986 - Makalu (8485m, failen in winter, returned in summer)
1986 - Lhotse (8511m)
1986 - Mount Vinson (4897m, Antarctica)
1987 - Journey to Bhutan and the Pamirs
1988 - Yeti-Tibet-expedition
1989 - Lhotse (8511m, South face attempt)
1990 - Traversed Antarctica (via the South Pole on foot - 2800km)
1991 - Traversed Bhutan (east to west)
1991 - Hike in South Tyrol (800km)
1992 - Chimborazo
1992 - Crossed the Takla Makan desert (south to north)
1993 - Journey to the Dolpo, Mustang and Manang areas in Nepal
1993 - Traverse of Greenland (from southeast to northwest on foot - 2200km)
1994 - Himalayan environmental trek to Gangotri in India
1994 - Shivling (6543m)
1994 - Ruwenzori (5119m, Uganda)
1995 - Attempt to traverse the Arctic (Siberia to Canada)
1995 - Belucha (4506m, Altai, Siberia)
1996 - Journey through East Tibet (Chengdu to Lhasa and to the Kailash)
1997 - Journey to Kham (eastern Tibet)
1997 - Karakorum-expedition
1997 - Documentary on the Ol Doinyo Lengai in Africa
1998 - Journey to the Altai Mountains (Mongolia)
1998 - Journey to Puna de Atacama (Andes)
1999 - Documentary on San Francisco Peaks, USA
2000 - South Georgia (traverse following in Shackletons footsteps)
2000 - Nanga Partbat (8125m, attempt to climb a new route)
2002 - Cotopaxi (5897m)

LIVROS PUBLICADOS


La montaña desnuda - A montanha nua
All Fourteen 8,000ers
My Quest for Yeti : Confronting the Himalayas Deepest Mystery
The Crystal Horizon : Everest-The First Solo Ascent
Annapurna: 50 Years of Expeditions in the Death Zone
Antarctica : Both Heaven and Hell
Everest : Expedition to the Ultimate
Hermann Buhl : Climbing Without Compromise
Moving Mountains
The Second Death of George Mallory : The Enigma and Spirit of Mount Everest
Big Walls : History, Routes, Experiences
The Challenge
K2
Monte Rosa
The Seventh Grade
Solo : Nanga Parbat

Fonte:

O material exposto nesta seção foi clipado diretamente do site da HangOn , e fica aqui nosso agradecimento para o"ToNTo".




Publicidade:


Publicidade

Publicidade