Escalada Invernal no K2 chega ao fim

0

Após chegar a aproximadamente 6.600 metros de altitude, local onde começa a Chimenea House, a equipe liderada por Mingma Gyalje Sherpa decidiu encerrar a expedição. Essa chaminé é considerada o primeiro obstáculo técnico do K2.  Assim, a segunda maior montanha do mundo continua sendo a única com mais de oito mil metros sem nenhuma escalada invernal.

Equipe durante a tentativa de escalar o K2 no inverno

Mingma Gyalje Sherpa, John Snorri, Tomaz Rotar e Gao Li foram retirados do acampamento base por um helicóptero. Eles já estão na cidade paquistanesa de Skardu. Contudo, os sherpas nepaleses, o guia paquistanês, Sirbaz Khan e o oficial de ligação estão caminhando de volta para Askole. Essa é a vila mais próxima da montanha, e fica a cerca de sete dias de caminhada.

“Chegar ao cume do K2 no inverno é uma tarefa formidável, que exige que todos os membros da equipe estejam totalmente preparados, tanto mental como fisicamente, para enfrentar o desafio. Os membros da equipe Mingma Gyalje do Nepal e Gao Li da China expressaram que não se sentem totalmente preparados para realizar a tentativa pretendida por motivos pessoais. Levando isso em consideração e após muita deliberação, foi decidido que a missão não prosseguirá. Agradecemos seu apoio durante os meses de preparação e o manteremos informado sobre os projetos futuros”, relatou John Snorri em suas redes sociais.

Escalada no vizinho Broad Peak

Enquanto o time do K2 retorna para a civilização, a equipe formada por Denis Urubko e Don Bowie permanecem em uma montanha próxima chamada Broad Peak. Eles pretendem aproveitar uma janela de tempo bom prevista para dia 7/2 para chegar ao cume. Junto com eles esta a montanhista Lotta Hintsa. Entretanto, após sofrer leves congelamentos, ela deve ficar no Acampamento base dando suporte enquanto os dois tentam o cume

Urubko e Bowie no Broad Peak

Os dois já chegaram até 7.650 metros de altitude onde estabeleceram o Campo 3 e desceram para descansar a espera de boas condições climáticas. Assim, se essa tentativa for bem sucedida eles ainda terão tempo para escalar o K2 nesse inverno, registrando seus nomes na história do montanhismo mundial.

Essa montanha já foi escalada dentro dos meses de inverno em março de 2013 por Poles Maciej Berbeka, Adam Bielecki, Tomas Kowalski e Artur Małek.

Compartilhar

Sobre o autor

Maruza Silvério

Maruza Silvério é jornalista formada na PUCPR de Curitiba. Apaixonada pela natureza, principalmente pela fauna e pelas montanhas. Montanhista e escaladora desde 2013, fez do morro do Anhangava seu principal local de constantes treinos e contato intenso com a natureza. Acumula experiências como o curso básico de escalada e curso de auto resgate e técnicas verticais, além de estar em constante aperfeiçoamento. Gosta principalmente de escaladas tradicionais e grandes paredes. Mantém o montanhismo e a escalada como processo terapêutico para a vida e sonha em continuar escalando pelo Brasil e mundo a fora até ficar velhinha.

Deixe seu comentário